Publicidade
Sim & Não

Artur cobra que Braga desça do muro

27/04/2016 às 22:14 - Atualizado em 28/04/2016 às 11:07
Show ex senador artur virgilio neto desconhecido acrima20121030 0003 15

O prefeito de Manaus, Artur Neto (PSDB), cobrou coragem do senador Eduardo Braga (PMDB), nesta quarta-feira (27), defendendo que o ex-ministro retorne ao Senado para votar no processo de impeachment. A interpretação do tucano é que Braga está indeciso ou sem coragem para falar abertamente sobre o tema. “Espero que ele se recupere logo do problema de saúde e volte ao Senado para votar com clareza. Indecisão é demonstração de desrespeito à coisa pública”, provocou o prefeito.

Não vota

A assessoria de Braga informou que o senador não votará a admissibilidade do processo de impeachment. Mas não por falta de coragem. E sim por recomendação médica. Ao retornar para o Senado, o político tirou uma licença médica de 30 dias.

Histórico 

“O parlamentar sempre pautou sua história política na coerência, sem deixar de se manifestar sobre qualquer assunto de interesse público”, defendeu a assessoria de Braga à coluna.

Negócio

A Assembleia Legislativa do Amazonas aprovou matéria, ontem, que permitirá ao governo do Estado  se livrar de uma dívida de mais R$ 16 milhões com a Manaus Ambiental.

Dois coelhos

O governo vai pagar a dívida por meio de isenção de ICMS. Segundo os governistas, o Estado se livra das dívidas e ainda impede que a concessionária repasse o prejuízo pelo rombo aos clientes, medida que estava sendo cogitada pela  empresa.

Dê o que é seu 

O texto original da matéria incluía na negociação até os 25% de ICMS que devem pingar nos cofres de Manaus. Uma emenda do deputado Bi Garcia (PSDB) obriga o Estado a deixar de fora os recursos do município.

Dividindo crédito

Falando em Manaus Ambiental, o presidente da concessionária, Sérgio Braga, credita à própria população parte da responsabilidade pelo acanhado investimento feito até aqui em rede de coleta de esgoto na cidade.

Investir pra quê?

Durante o  anúncio de investimentos no setor, Sérgio Braga reclamou que de 100 mil residências e pontos comerciais que hoje já têm coleta de esgoto passando na porta, apenas 50% quiseram usar a rede.

Contraponto

Por conta da reduzida rede de esgoto, o secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão, diz que a saúde pública na cidade viveria um caos se a prefeitura não tivesse programas fortes de atenção básica.

Pago pra ver

Pré-candidato a vice de Artur Neto nas eleições deste ano, o presidente da ALE-AM, Josué Neto (PSD), fez piada com suposta força eleitoral que o deputado federal Silas Câmara (PRB) possa ter em uma eventual candidatura a prefeito.

Votos na rede

Ao ouvir Dermilson Chagas fazer afagos ao aliado, Josué interrompeu para dizer que do jeito que o deputado falava, parecia até que Silas ganharia a eleição deitado em uma rede, de tão fácil que seria.

Vai que vai 

“Com rede ou sem rede, vamos para a frente”, retrucou o deputado Carlos Alberto, colega de partido de Silas Câmara. Por telefone, o deputado federal garantiu a Dermilson que vai, sim, disputar a prefeitura.