Publicidade
Sim & Não

Assembleia de Deus ‘abençoa’ Amazonino

21/06/2017 às 19:01 - Atualizado em 21/06/2017 às 19:04
Show whatsapp image 2017 06 21 at 17.56.44

Depois do senador Eduardo Braga (PMDB) receber as bênçãos do líder do Ministério Internacional  da Restauração (MIR), René Terra Nova, em evento público, no Sambódromo, agora foi a vez de Amazonino Mendes (PDT) ser agraciado com a palavra de fé da Assembleia de Deus no Amazonas. O ex-governador obteve o apoio formal do presidente da denominação, Jonatas Câmara, em reunião fechada com lideranças da igreja, na última segunda-feira (20). 

Ao redor    No encontro entre o presidente da Assembleia de Deus, Jonatas Câmara, e Amazonino Mendes, também estavam presentes os ex-vereadores Amaury Colares e Luiz Mitoso e o deputado estadual Mário Bastos, que ocupa interinamente a vaga de David Almeida (PSD) no Legislativo Estadual.  

Suspense  Não se sabe se Marcos Rotta, do PMDB, vai “amarrado” ao evento que o PSDB organiza hoje para recepcioná-lo nas fileiras da sigla. O fato é que o vice-prefeito se mantém em silêncio sobre o assunto. 

Intimação  No último fim de semana, Rotta revelou, conforme registrou o SIM&NÃO, que não pretendia brigar nem com o prefeito Artur Neto (PSDB) e nem com Eduardo Braga (PMDB) por causa do racha de ambos na eleição suplementar. Em seguida, Artur publicou carta no Facebook, enderaçada a Marcos Rotta, dizendo que “a ninguém é dado ficar neutro, em hora tão grave”. 

Justo  O tribunal que tem “bala na agulha” terá que compartilhar pelo menos um pouquinho de suas sobras com a Defensoria Pública do Estado (DPE), a eterna prima pobre de todos os órgãos que compõem o Judiciário.  Proposta que tramita na ALE/AM transfere 1% do orçamento do Tribunal de Contas do Estado para a DPE. 

Justiça De autoria do deputado  Serafim Corrêa (PSB), uma emenda à LDO reduz de 3% para 2% o duocécimo do TCE/AM e aumenta de 1% para 2% o orçamento da Defensoria. Dessa forma, acredita o parlamentar, a solução para a DPE será duradoura, inclusive com a presença de defensores no interior.  O orçamento do TCE/AM é de R$ 237,7 milhões. 

 Probidade O deputado estadual José Ricardo (PT), candidato ao governo, foi o primeiro a renunciar, durante o período eleitoral, as vantagens concedidas pelo Poder Legislativo aos parlamentares. Enquanto durar a campanha, ele não fará uso do telefone pago pela Casa, nem da verba indenizatória e carro oficial. 

Diferença  Curioso é que o candidato a vice na chapa de José Ricardo, o também deputado estadual Sinésio Campos (PT), não fez qualquer menção em copiar o gesto do colega petista. Nem ele nem Abdala Fraxe (PTN), presidente interino da Assembleia e vice na chapa de Rebecca Garcia. 

Eu também!  À coluna, o deputado Luiz Castro (Rede), outro membro da Assembleia envolvido na disputa eleitoral para o governo-tampão, garantiu que não fará uso da verba indenizatória. 

Staff   Marc Randolph, co-fundador e primeiro CEO da Netflix, é presença confirmada na 17ª CONESCAP, maior evento de Contabilidade do Brasil, que acontece em Manaus no mês de novembro. Jin Cunningham, da Disney University, também será um dos palestrantes.