Publicidade
Sim & Não

Braga oferece Rotta a Artur Neto

02/08/2016 às 21:51 - Atualizado em 03/08/2016 às 08:59
Show asd

Depois de tentar compor com Alfredo Nascimento (PR), o senador Eduardo Braga (PMDB), às vésperas das convenções partidárias, procurou o prefeito Artur Neto (PMDB) e ofereceu o deputado federal Marcos Rotta (PMDB) para candidato a vice do tucano. Na mesa, o peemedebista expôs seus planos para 2018, que julga também interessarem a Artur se PSDB e PMDB alcançarem a prefeitura juntos. A amigos, o prefeito adiantou que não tem acordo. Aliados de Artur tratavam do assunto nesta terça-feira (2).

Fumaça  

A coluna não conseguiu contato com Braga e Rotta. O presidente municipal do PMDB, vereador Marcel Alexandre, e o deputado federal Arthur Bisneto (PSDB), dizem desconhecer o assunto.

Com Temer 

O prefeito estará em Brasília nesta quarta-feira (3) para acompanhar Bisneto em uma reunião com o presidente Michel Temer (PMDB). O deputado federal tenta viabilizar recursos para a saúde em Manaus, afetada pelo reordenamento estadual.

Imutável 

Questionado sobre o assédio do PMDB ao PR, Marcelo Ramos disse que, apesar da tentativa de Braga, nada mudou. “Nosso projeto é imutável e está confirmado pela convenção devidamente registrada no TRE”, afirmou.

Tudo pra ser 

O deputado estadual Abdala Fraxe, do PTN, afirma que sendo ou não da vontade dos caciques locais, a sigla tem o direito de lançar candidato a prefeito. Essa legitimidade, afirma ele, foi alcançada em 2012, quando a sigla saiu das urnas como a mais votada de Manaus.

Decisão 

“Por que o partido que teve 108 mil votos não pode ter candidato a prefeito?”, indaga Fraxe. Segundo ele, até dia 5 o partido bate o martelo sobre a candidatura dele.

Ser ou não ser  

Questionado se uma candidatura do PTN significaria um rompimento com o prefeito Artur Neto (PSDB), Abdala disse que não. “Seríamos uma opção a mais para a população”, declarou. O PTN tem uma bancada de seis vereadores, a maior da Casa.

Recíproco  

Único político do PEN com mandato no Estado, o deputado estadual Dermilson Chagas disse que a sigla estará na campanha de Marcelo Ramos (PR) se ele estiver na campanha dos candidatos a vereadores do PEN. Veja:

Do lado de lá 

Da órbita política de Silas Câmara (PRB), que é pré-candidato a prefeito, o PEN juntou-se a PR, PPS, PTdoB e PTC para disputar a prefeitura com Marcelo Ramos.

Aparência 

Em tratativas com Marco Antônio Chico Preto (PMN) para uma possível chapa em Manaus, Luiz Castro, da Rede, diz que o ex-colega de ALE-AM ainda precisa provar para o eleitor (não para ele) que rompeu com  velhos caciques: “Não basta ser honesto. Tem que parecer honesto”.

Alô, governador 

Ao comentar matéria do jornal A Crítica em que o Ipaam ameaça multar empresas que estão extraindo areia em Manacapuru, o deputado Orlando Cidade (PTN) disse que vai apelar ao governador José Melo (Pros) para colocar um freio no instituto. Veja:

Reincidente 

Não é a primeira vez que Orlando pede socorro a Melo em assuntos ambientais. No mês passado, ele ligou para o governador na tentativa de impedir que o Batalhão Ambiental apreendesse carne de pirarucu que supostamente era vendida de forma irregular.

Recuperação

Contrariando previsões de adversários políticos, o vereador Isaac Tayah está confirmado na disputa pela reeleição para a CMM. O político recupera-se de um grave problema de saúde, mas afirma que o estado de saúde não o impede de fazer campanha.

Fim do 'Luz'

Para o deputado estadual Sinésio Campos (PT), a privatização da Eletrobras Distribuição Amazonas pode ser um golpe fatal ao projeto do governo federal Luz Para Todos no Estado. O parlamentar apresentou um requerimento de audiência pública para discutir o assunto na ALE-AM.