Publicidade
Sim & Não

Briga entre deputado e ex-deputado estadual vai parar na delegacia

05/01/2017 às 17:57 - Atualizado em 05/01/2017 às 20:13
Show montagem0333

Briga histórica entre o deputado estadual Dermilson Chagas (PEN) e o presidente da Confederação Nacional dos Pescadores e Aquicultores (CNPA), Walzenir Falcão, foi parar na delegacia na manhã desta quinta-feira, 5.

Walzenir não gostou de flagrar uma equipe de assessores de Dermilson fotografando um frigorífico administrado por ele, localizado no bairro Betânia, na zona Oeste. Segundo a assessoria do presidente da CNPA, pela manhã, depois de discutir com os assessores, Walzenir foi a uma delegacia denunciar o deputado e seus funcionários por invasão de propriedade.

Em vídeo obtido pelo A CRÍTICA, Walzenir discute com os assessores de Dermilson na rua. Mas, de acordo com a assessoria do presidente da CNPA, houve invasão do frigorífico.

Outro lado
Dermilson afirmou que sua equipe da assessoria de imprensa estava a trabalho. E que a repórter e o fotógrafo faziam imagens do frigorífico, para um trabalho que o parlamentar realiza sobre o desperdício de peixe em Manaus.

De acordo com o parlamentar, o frigorífico é do Estado. E que por meio de um convênio com o governo Walzenir deveria administrar o prédio, com a responsabilidade de armazenar o peixe excedente dos pescadores que atracam no porto da Manaus Moderna.

“A questão é que o frigorífico não faz isso. Está parado, enquanto toneladas de peixes são desperdiçadas. Hoje o frigorífico só vende gelo”, declarou Dermilson.

Dermilson é presidente da Comissão de Agricultura, Pecuária, Pesca, Abastecimento e Desenvolvimento Rural (CAPPADR) da ALE-AM. Segundo ele, os funcionários estavam a serviço da comissão, amparados pela prerrogativa dele de fiscal do povo.

Walzenir e Dermilson são adversários políticos. Os dois militam nas mesmas causas, e há mais de uma década dividem o eleitorado. Nas eleições de 2014, o parlamentar do PEN conseguiu mais votos que o adversário, e conseguiu o primeiro mandato. Walzenir tentou reeleição, o que não ocorreu.