Publicidade
Sim & Não

Briga por vaga no TJ/AM tem clima bélico

16/05/2018 às 22:18 - Atualizado em 16/05/2018 às 23:11
Show tjam

É guerra. A corrida pela vaga de desembargador do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ/AM) se transformou em uma disputa bélica na advocacia amazonense. Grupos rivais que tentam emplacar nomes na lista sêxtupla usam dos mais diversos recursos para implodir candidaturas antagônicas. Nesse jogo, valem não apenas pedidos  de impugnação, mas também informações privilegiadas contra adversários. Alguns candidatos já estão se armando contra as fake news.

Razões Um membro graúdo da OAB/AM explica um dos motivos do clima de guerra pela vaga no TJ/AM. “Se um candidato a deputado briga por um mandato de quatro anos, imagina (a briga) por um mandato vitalício”. 

Bom Caminho A juíza Ana Paula Serizawa comandará o Comitê de Inteligência de Prevenção e Combate às Fake News criado pela nova gestão da Justiça Eleitoral do Amazonas. O anúncio foi feito ontem pelo presidente do TRE/AM, desembargador João Simões, em entrevista ao Roda Viva Amazonas, que vai ao ar hoje.

Modelo A criação do comitê instituído por João Simões segue o padrão do Conselho Consultivo criado no início deste ano pelo TSE, que também tem o objetivo de combater às fake news durante as Eleições 2018.

Amplo Membros Juízes, funcionários do TRE/AM, representantes da Polícia Federal e servidores da Agência Brasileira de Informação (Abin) vão integrar o Comitê de Inteligência de Prevenção e Combate às Fake News.

Sob demanda A pedido da Federação das lndústrias do Amazonas (Fieam), uma mensagem governamental enviada à Assembleia Legislativa (ALE/AM) pede a revogação da Lei Estadual Número 392/2017, que estipula regras sobre a “obsolescência” de produtos comercializados no Amazonas.

Regras Conforme a Lei 382/2017, embalagens de produtos vendidos no Estado precisam conter informações sobre o “ciclo de vida do produto”, o prazo mínimo de sua utilidade e ainda prevê que “os fabricantes deverão garantir a substituição dos produtos que não alcançarem o ciclo de utilização indicado”.

Finanças 1 Em parceria com o Conselho Regional de Economia (Corecon-AM), o  Corecon Acadêmico  realiza hoje e amanhã o II Fórum dos Estudantes de Economia do Amazonas. O tema deste ano será “Economista: a profissão do futuro”. O debate acontece no auditório da ALE/AM.

Finanças 2 A ideia do fórum é que estudantes das faculdades de economia do Estado tenham a oportunidade de debater sobre as novas áreas de exercício da profissão. O evento também contará com minicursos, workshops e mesa redonda.

Comemoração “É um passo largo em direção ao futuro”. Foi assim que o deputado federal Pauderney Avelino (DEM) definiu a transformação do Centro de Biotecnologia da Amazônia (CBA) em personalidade jurídica própria ligada ao Ministério da Indústria e Comércio.

Pesquisa  Conforme Pauderney, o CBA agora “terá recursos da indústria de informática para fazer pesquisas da flora, da fauna, da nossa região amazônica”.