Publicidade
Sim & Não

Campanha de Eduardo Braga afaga David Almeida

14/08/2017 às 22:42
Show braga 123

Apesar de não estarem formalmente no mesmo palanque, Eduardo Braga (PMDB) e o governador David Almeida (PSD) passaram a ter uma ‘sintonia fina’ desde o início do segundo turno. Todos os homens de confiança de David estão do lado de Braga e o governador já disse, por exemplo, que não vai anular seu voto, mas também não votará em Amazonino Mendes (PDT). Ontem, em rede social, o vice de Braga, Marcelo Ramos (PR), lançou confetes sobre a gestão interina do governo.

Elogios “Nos últimos três meses, o atual governador mostrou que é possível com sensibilidade e pequenas mudanças fazer o governo voltar a funcionar”, afirmou Marcelo. “Em 90 dias, pagou parte do 13º dos servidores, a promoção dos policiais militares, diminuiu as filas da saúde, reorganizou as finanças do Estado”, sustentou.

Continuidade Na publicação de Marcelo Ramos, a campanha de Braga  diz que “essas mudanças” feitas pela gestão de David “não podem parar”.

Reforço Informação que chega à coluna dá conta de que a campanha de Eduardo Braga não desistiu da ideia de ter o ex-presidente Lula em seu palanque. O convite formal já teria sido feito, mas a resposta ainda não chegou. Consultada sobre o assunto, a assessoria de Braga não confirmou o convite. Mas também não negou.

Ajuste Depois de tanto bater na tecla de que vai “arrumar a casa”, sem deixar muito claro nas entrevistas e debate do primeiro turno os planos práticos de seu possível governo, a campanha de Amazonino Mendes segue investindo no slogan, mas de maneira mais didática.

Explicação Nas redes sociais de  Amazonino Mendes, a campanha intensifica a hashtag: #ArrumaraCasaÉ”, detalhando propostas para  combater o crime organizado, por exemplo, e retomar a ação conjunta a fim de aplicar investimentos em urbanização e saneamento.

Desalmados  Definitivamente, o meio político não é um ambiente afeito à compaixão nem à fraternidade. Enquanto o deputado federal Sabino Castelo Branco (PDT) luta pela vida, há quem faça planos com uma possível dança nas cadeiras, que afetaria tanto a Câmara Federal quanto a Câmara Municipal de Manaus.

Implacáveis Por outro lado, a revolta contra o meio político vem deixando o eleitor (e internauta) cada vez mais insensível quando notícias tratam de problemas de saúde de parlamentares e governantes. Sobre a situação crítica enfrentada por Sabino, por conta de um AVC hemorrágico, o comentário mais leve questiona por que o político não está usando o SUS.

Negócio 1  Com dispensa de licitação, a direção da Assembleia Legislativa do Estado formalizou a concessão do restaurante da Casa para a empresa “Feijão 3 Chefes” (T. R. da Silva Feijão).

Negócio 2  “Em caráter emergencial”, a empresa - criada em fevereiro -  venderá comida a quilo (por R$ 30) para um público de aproximadamente  2.500 servidores da ALE-AM e 24 deputados estaduais. 

Registro A CMM vota hoje uma “Moção de Repúdio” contra a lei recém-sancionada por Michel Temer e que prejudica a ZFM.