Segunda-feira, 19 de Agosto de 2019
Editorial

Campanha relevante


campanha_6990D92E-B051-49F0-99FE-EC8276F76546.jpg
22/07/2019 às 07:45

A Coligação Pró-Unidades de Conservação (UCs), um coletivo de organizações cujo objetivo comum é proteger e sensibilizar a sociedade sobre a importância dessas unidades para a vida e redução do desequilíbrio na relação humana-meio ambiente, inaugura uma etapa de ações de enorme valor: a campanha “Um Dia no Parque”.

Manaus e os demais municípios do Amazonas necessitam intensificar a relação dos moradores e de visitantes com a natureza e a partir desse elo ampliar cuidados com os quais devem ser tratadas essas áreas. A iniciativa poderá de fato se confirmar como uma alternativa da prática de turismo e constituir uma cultura. As unidades de conservação ambiental são zonas de suspiro no meio urbano e cada vez mais representam possibilidades de várias ordens, da presença de espécies da fauna e flora ao efeito saudável que produzem nos humanos.

Em momento que o meio ambiente é atacado e tratado como moeda de troca nas negociações entre governos e destes com grupos empresariais, o esforço para criar uma cultura de turismo em unidades de conservação ganha dimensão maior porque representa uma superação a uma espécie de paralisia nesse setor. A descoberta que turistas poderão fazer nas UCs é promissora e nela está o exercício de conhecer e, conhecendo esses espaços, estabelecer outra forma de convivência e compreender o porquê é importante defender a manutenção e a ampliação dessas unidades.

O turismo interno, tendo a cidade como lugar de passeio, é pouco incentivado no Amazonas. Em Manaus, por muito tempo prevalece outra cultura, a do distanciamento, do desconhecimento e da não-ligação com esses lugares. Com esse quadro, uma das ações recorrentes é a da destruição dos bens públicos sob o entendimento de que se é público pode ser destruído. Todas as faixas etárias da população poderão se beneficiar com esse tipo de turismo enquanto a cidade, no geral, sentirá o efeito positivo dessa postura, pois, também será vista e recepcionada de outra maneira, com mais afetividade.

A população de estudantes é um dos públicos alvo em campanha desse tipo de abordagem e essas pessoas tendem a se multiplicar na exposição das experiências vivenciadas nas UCs. Não é a única, o segmento de pessoas que vive em casa precisa ser animado a participar da campanha.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.