Publicidade
Editorial

Ciência e inclusão de pessoas

08/11/2018 às 07:16 - Atualizado em 08/11/2018 às 07:18
Show deficientes 52405f9d bd5c 4f15 8b2d 43ee3be5a5ad

Invenções cientificas destinadas a promover qualidade de vida a pessoas com  deficiência ainda são reduzidas no País e, particularmente no Região Norte, não por falta de competência à produção e mais por uma série de obstáculos que estreita o acesso ao campo produtivo. Daí a importância da série de engenhocas apresentada na 15ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia no Amazonas (SNCT 2018) que nesta edição exibe protótipos de equipamentos que possibilitam a inserção mais efetiva de pessoas com algum tipo de deficiência.

Comunicação por pessoas autistas e identificação de objetos por parte de pessoas com deficiência visual baixa ou total são alguns dos protótipos apresentados na exposição, em Manaus. Professores-pesquisadores e estudantes se revezaram, com alegria e otimismo, entre os estandes da SNTC-2081, na Arena Amadeu Teixeira para apresentar os resultados de pesquisas.

O ensaio demonstra a importância de investir em Ciência e Inovação Tecnológica e manter os investimentos para que essa área, colocada como prima pobre na destinação dos recursos financeiros possa ganhar raízes e se consolidar no Amazonas e no Norte brasileiro expressando uma política nacional de C&T vigora. Milhares de estudantes, nos diferentes níveis escolares, podem e querem ser parte das descobertas cientificas e tecnológicas e ajudaram o País a ser parte de um seleto grupo de países do mundo que faz da C&T área de prioridade permanente.

É preciso que governos (municipal, estadual e federal) afirmem um pacto em defesa da ciência e da inovação tecnológica. O setor vive de sobressaltos, ora gestões que se comprometem e apoiam a C&T, ora gestões que a veem como desnecessária e, diante de situações de aperto financeiro, dela se desfazem no primeiro gesto de contenção de despesas. Enquanto a mentalidade governamental e de parte do empresariado tiver esse tipo de atitude dificilmente o País irá consolidar um plano nacional de ciência e inovação tecnológica, ao contrário, ficará entre meses de avanços e anos de retrocessos.

A preocupação de setores da ciência em construir equipamentos que inclua pessoas colocadas à margem porque estão fora do que foi convencionado como padrão normal mostra toda a potencialidade que existe nesse tipo de conhecimento. A SNCT-AM-2018 é uma das vitrines do quanto pode ser feito nesse segmento.