Sábado, 04 de Dezembro de 2021
Editorial

Ciência e inovação no fundo do poço


Sem_titulo_B6736C2B-3F8C-4C6F-81EA-79535FCE3C08.jpg
12/10/2021 às 11:38

O remanejamento da verba destinada à ciência e inovação tecnológica é mais um golpe forte do governo federal nas instituições de ensino e pesquisa e em toda a sociedade. Fragilizda pelo corte de verbas e submetida a um segundo plano na estrutura governamental, a área de ciência e tecnologia enfrenta, agora, mais uma decisão governamental desastrada. São editais abertos e compromissos públicos assumidos nacionalmente no processo de continuidade das pesquisas e na realização de novos estudos.

O setor de CT& I mobiliza centenas de professores-pesquisadores e estudantes e deveria, para superar o déficit brasileiro na classificação mundial, mobilizar milhares em todas as regiões, e não ser submetido ao humor dos dirigentes governamentais. A instabilidade que o Governo promove nessa área demonstra o pouco caso do Poder Executivo para a formulação e manutenção de uma política consistente em CT&I. Autoridade ministerial demonstra falta de vontade em brigar pela manutenção dos recursos financeiros e na ampliação da dotação orçamentária adequando as orientações e decisões do ministro da Economia, Paulo Guedes, com a aquiescência presidencial numa composição pelo desmonte.

Cabe às instituições de ensino e pesquisa, a sociedade brasileira e o Congresso Nacional a tarefa de enfrentar a desestruturação e minimizar o máximo possível os estragos feitos. O Brasil não pode continuar sendo empurrado ladeira abaixo em nome de um governo que a cada dia mais demonstra incapacidade de administrar, apenas cria conflitos e passa a agir com eles e para eles em completo desperdício de energia e de horas, dias, meses que deveriam ser usados para tratar dos temas realmente importantes aos cidadãos do País. As organizações de ciência e inovação tecnológica, nesse período de pandemia, responderam com elevado grau de responsabilidade para garantir a manutenção de pesquisas e produção de vacinaanti-Covid-19.

Foram fundamentais na criação de base de apoio a toda a sociedade em momentos cruciais da crise provocada pelo avanço do vírus e no posicionamento quanto à melhor conduta no enfrentamento da pandemia. Indicou, de modo firme, o potencial que tem mesmo com a falta de priorização por parte do governo. Ganhou o respeito da população e deveriater, nesse momento, apoio estratégico para crescer e posicionar o Brasil no outro patamar dos indicadores internacionais de ciência e inovação tecnológica.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.