Publicidade
Sim & Não

CMM cria 45 novos cargos e duas diretorias que vão custar R$ 197,5 mil ao mês

03/01/2017 às 02:55
Show content 03083190 a647 4c26 93f1 6557e262f339

No penúltimo dia de 2016, a presidência da Câmara Municipal de Manaus (CMM) criou 45 novos cargos que representarão no fim do mês R$ 197,5 mil a mais na folha da Casa. São 40 cargos de assessor legislativo, com salário de R$ 3.078,00; um de Diretor Geral (R$ 16.078,00); um de Diretor de Recursos Humanos (R$ 15.078,00); um de Secretário Executivo da Presidência, um de Secretário Executivo da Diretoria Geral (R$ 15.078,00, cada); e um de Contador, com salário de R$ 10.078,00.

Zero a Zero

Reeleito para mais um biênio, o presidente da CMM, Wilker Barreto (PHS), afirmou que ao criar esses cargos, extinguiu outros de salários mais altos, e reduziu salários de diretores de R$ 16 mil para R$ 15 mil.

Matemática

Segundo Wilker, a engenharia administrativa permite que se tenha mais servidores na Casa sem aumentar o impacto na folha. “Com o salário que pagava para seis, consigo pagar 30 agora. Usei o princípio da eficiência”, declarou o presidente da CMM.

Diretorias

Na mesma medida, publicada no Diário Oficial da CMM do dia 30, Wilker Barreto extinguiu a Diretoria Administrativa e criou outras duas: Diretoria-Geral e Diretoria de Recursos Humanos. Esta última é exigência do programa de modelo de gestão ISO.

Mão na roda

O presidente do TJ-AM, desembargador Flávio Pascarelli, elogiou a atuação do juiz Luís Carlos Valois, titular da Vara de Execuções Penais (VEP), nas negociações para o fim da rebelião que afetou, nas últimas horas, unidades do Sistema Prisional do Estado.

Canal aberto

Pascarelli afirmou em nota que Valois teve atuação decisiva no processo conduzido pelas autoridades da área de Segurança, que encontraram na figura do magistrado importante canal para o avanço das negociações que levaram à liberação dos reféns e ao fim da rebelião.

Pra cima

A Rede Calderaro bateu recordes de audiência na TV A Crítica e no portal acritica.com com a cobertura das mortes e fugas de detentos em presídios do Amazonas.

História

O acesso ao portal acritica.com foi oito vezes maior do que o registrado em um dia normal. Enquanto isso, o programa “Alô Amazonas” atingiu o pico de 29,1 pontos de audiência, às 12h56 de ontem. É a maior da história da atração.

Sinais

Para aliados do Governo do Estado, a atenção dispensada pelo Ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, ao caos instalado no sistema prisional do Amazonas foi um sinal do prestígio que José Melo (Pros) tem junto ao governo federal.

De perto

Após oferecer ajuda para transferir presos e enviar homens da Força Nacional para o Estado, Alexandre de Moraes veio a Manaus participar de reuniões com José Melo e a cúpula do sistema de Segurança Pública do Estado.

Obrigação

A Secretaria Municipal de Educação (Semed) está obrigada a criar uma site para divulgar atividades relacionadas a trabalhos sobre temas transversais realizados nas escolas.

Disseminar

No dia 29 de dezembro, entrou em vigor uma lei municipal que obriga o ensino de temas como Lei Maria da Penha e Estatuto do Idoso nas escolas do município. Divulgar as ações em um site específico é uma das tarefas da Semed.