Quinta-feira, 29 de Outubro de 2020
Sim e Não

Comícios e caminhadas permitidos


15936045_0_0_3070_1661_1000x541_80_0_0_bb8cbace8f08903d143464b29a5663ae_432AC683-DF37-4090-91B2-38761895AA49.jpg
26/09/2020 às 09:22

Embora o Estado tenha voltado atrás em algumas flexibilizações, as regras do Tribunal Superior Eleitoral são as mesmas. Se antes dos comícios e caminhadas serem permitidos pelo calendário eleitoral já chovia denúncias de candidatos promovendo aglomeração nas convenções partidárias, agora a situação tende a  piorar. A partir de amanhã os candidatos poderão promover comícios  com uso de aparelhos de som  entre 8h e  meia-noite. Caminhadas, carreatas e bandeiradas também estão liberadas.

Nas ruas   As caminhadas podem ser promovidas até às 22h, com  distribuição de material gráfico,  cabos eleitorais segurando bandeiras, acompanhadas ou não por carro de som ou minitrio.

De fora Quem sinalizou que vai ficar de fora da campanha nas ruas é o canditato à Prefeitura de Manaus pelo Podemos, Amazonino Mendes, que está prestes a completar 81 anos. Em entrevista à rádio Tiradentes, ele disse que não participará de debates e  que evitará o corpo a corpo com os eleitores.

Só que não Ironicamente, em 2018, o político concedeu entrevista à mesma rádio despedindo-se da vida eleitoral após perder a eleição para o atual governador, Wilson Lima (PSC).  Questionado sobre o que iria fazer na época, ele respondeu: “Soltar minhas asas que estavam presas. Eu era um governante que tinha sobretudo a tarefa gigantesca que pesava sobre mim, eu era um homem preso. Condenado (...)”. 

O que mudou? Desta vez, questionado pelo radialista  Ronaldo Tiradentes sobre o que teria mudado de dois anos pra cá, Amazonino afirmou vagamente por vídeo-chamada: “Eu estou retornando pra onde eu comecei. Não foi aqui? Na prefeitura? Fizemos um trabalho maravilhoso, é isso aí”.   

Sem projeto Mesmo tendo sido prefeito de Manaus três vezes,  questionado sobre o problema do trânsito na capital,  Amazonino não apresentou solução. “É um problema sério.  Eu diria que talvez seja o problema mais sério que a gente tem. Não é fácil, vai ser muito difícil mas a gente tem que descobrir pelo menos a modalidade, ir atrás, estudar isso com proficiência”. 

Com Covid  O prefeito de Coari, Adail Filho (Progressistas), usou as redes sociais para afirmar que foi diagnosticado com Covid-19. De acordo com ele, os sintomas começaram há alguns dias, mas o primeiro exame deu negativo.

Presencial  O prefeito, que é candidato à reeleição, afirmou que está se sentindo bem, com sintomas leves, e “trabalhando em home office para a segurança de todos”. Com a campanha prestes a começar, ele disse que em breve retomará 
suas atividades presenciais "inclusive para tratar do processo político que irá  adentrar".

Na contramão   Enquanto o governador  publica decretos suspendendo o funcionamento de bares, flutuantes e balneários para evitar aglomeração de pessoas, o deputado estadual João Luiz (Republicanos) está organizando um evento no Centro Cultural Thiago de Melo para tratar de campanha de conscientização de automutilação, depressão e suicídio.   

Dica A intenção é válida. Mas, em meio ao aumento no número de casos de Covid-19 no Amazonas, o parlamentar deveria estar preocupado em não causar mais aglomerações, poderia, por exemplo, encontrar outros meios de incentivar a campanha, como os atuais eventos on-lines.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.