Quarta-feira, 20 de Outubro de 2021
Sim e Não

David Reis desiste do anexo


DAVID-REIS-PV_ROBERVALDO-ROCHA_8BB58886-1B5A-4156-B54C-A5F866C639A4.jpg
28/09/2021 às 07:00

Após recorrer contra decisões em primeiro grau que suspenderam o edital do anexo da Câmara Municipal de Manaus (CMM) e perder na Justiça, o presidente da Casa Legislativa, David Reis (Avante), desistiu da obra. Foi o que apurou a coluna ontem, com aliados de Reis. No sábado, a desembargadora Socorro Guedes indeferiu pedido dele para derrubar a ordem que suspendia a licitação. A obra está orçada em R$ 32 milhões e vinha sendo defendida pelo presidente da CMM como urgente e necessária.

Obra errada - Ao analisar o pedido de Reis, Socorro Guedes sustentou que a recuperação econômica pós-pandemia com a geração de empregos por meio de contratação de serviços, “pode ser alcançada com a realização de outras obras não menos necessárias”.

Timing - Anunciada sem alarde por Reis, a construção do anexo encontrou opositores ferrenhos nos vereadores Amom Mandel (sem partido) e Rodrigo Guedes (PSC). Ontem, com sinalização de bastidores já pelo recuo, o vereador Carpê Andrade (Republicanos) foi à tribuna para falar contra a obra: “Não é viável para o momento”

Falha na fila - Depois de mais de 20 anos, uma tradição vai ser quebrada no Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE-AM): o conselheiro Júlio Cabral, que estava na vez de ser o próximo presidente do Corte, anunciou, na última sessão, que não deseja assumir o posto.

Falha na fila 2 - A eleição para o comando do TCE segue critério de rotatividade. Com a desistência de Cabral, nos corredores do tribunal já começaram as especulações sobre quem será o próximo eleito. Segundo apurou a coluna, há três interessados.

‘Tô fora’ - Alvo de haters e fake news após pesquisa pioneira que apontou riscos no uso de cloroquina por doentes de Covid, o infectologista Marcus Lacerda não vai se envolver no processo eleitoral de 2022. No podcast As Amazonas, Lacerda afirmou que não fará do que passou uma bandeira. Ele chegou precisar de escolta para conseguir trabalhar.

Equilíbrio  Segundo Lacerda, em 2022 ele tende a votar em alguém “equilibrado’. Fazendo referência à sabedoria indígena,  o infectologista afirma que se há duas pessoas extremas lutando para continuar no poder, nenhuma está preparada para continuar no poder.

Horário especial - A Prefeitura de Manaus acatou a indicação da vereadora Thaysa Lippy (PP) para reduzir jornada dos servidores com deficiência ou que tenham dependentes PCDs. A medida, criada pela lei 2.773, acaba com a necessidade de compensação das horas caso o servidor acessar o direito.

Proteção - A deputada Joana Darc (PL) apresentou Projeto de Lei que assegura à servidora pública vítima de agressão o direito a ser transferida. Na atual legislação, não está previsto pedido de remoção por este motivo: “É preciso preencher essa lacuna legal”.

Bugou - A Comissão de Educação da Câmara dos Deputados ouvirá nesta quinta o ministro da Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes, sobre a indisponibilidade dos sistemas da Plataforma Lattes.

5G -  A Comissão de Ciência e Tecnologia (CCT) do Senado aprovou plano de trabalho para avaliar políticas públicas relativas à implementação da tecnologia 5G no Brasil, no exercício de 2021.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.