Publicidade
Sim & Não

Decisão do STF sobre 'fichas sujas' contraria sociedade, diz presidente do TCE

15/08/2016 às 18:11 - Atualizado em 15/08/2016 às 21:09
Show aa

O presidente do TCE-AM, conselheiro Ari Moutinho, diz que a decisão do STF de que só Legislativo pode declarar prefeito inelegível por rejeição de contas não representa a vontade do povo e precisa de esclarecimento. O conselheiro defende que o STF precisa esclarecer se a análise de convênios e aplicação de recursos federais também passam a ser responsabilidade das câmaras. “Isso é algo que será questionado”, diz Ari Moutinho.

Serve pra quê?  

Presidentes de tribunais de contas de todo o País se reúnem amanhã e quinta, 18, em Brasília, para discutir os efeitos da decisão que, para muitos, enfraquece um órgão que há tempos já vem sendo questionado sobre seu custo benefício.

Nunca antes  

O presidente da CMM, vereador Wilker Barreto (PHS), diz que a decisão do STF impõe mais responsabilidade ao Parlamento. Atualmente, a Câmara tem 12 contas de ex-prefeitos e do atual por julgar. Todas devem ser aprovadas, uma vez que nunca se viu os vereadores rejeitarem as contas de alguém.


Me dá dinheiro aí  

Falando em Wilker, o vereador está hoje em Brasília tentando convencer o presidente da Câmara do Deputados a comprar os equipamentos para instalar a rádio câmara no Parlamento de Manaus. Se não for agora, não sai mais esse ano.

O que será?  

O vereador Sildomar Abtibol (Pros) instigou a curiosidade dos colegas na CMM, ontem. Ao reclamar das habituais fofocas do período eleitoral, o parlamentar leu passagem bíblica sobre aflição e repetiu seguidas vezes que “vive um clima de lua de mel” com a esposa.


Aflição  

“Eu achei que tem a ver com a decisão dos caciques que nos colocaram em lados que não imaginávamos. Por isso ele citou aquele texto bíblico sobre aflição”, brincou um colega de parlamento de Abtibol.


Macabro  

“Esse é um problema sério. Sofre quem está vivo porque quem está morto você põe em qualquer lugar”, do vereador Joãozinho Miranda (PTN), ao reclamar da falta de espaço público na cidade para velórios. 


Dedurando  

O tucano Mário Frota afirmou na sessão de ontem que a orientação do TCE-AM para que os vereadores candidatos não usem o “cotão” no período eleitoral é inócua na CMM. Mas indicou um lugar onde a medida cairá como uma luva: Na ALE-AM. “A ALE-AM não faz. Talvez agora, com o Josué (Neto, presidente) candidato”, disse.

Recuo  

Em matéria onde defende que a aviação regional no País recuou e ficou no sonho, o jornal Estadão lista entre as cidades mais afetadas os municípios de São Gabriel da Cachoeira e Coari, no Amazonas.

O que pesou  

Ao jornal paulista, o presidente da Azul, Antonoaldo Neves, diz que retirou voos dos municípios por conta de infraestrutura falha no Estado. “São coisas pequenas. Equipamentos quebrados e licenças que venceram que inviabilizaram a operação.”


Em casa  

O vice-governador Henrique Oliveira (SD) escolheu a zona Leste de Manaus para iniciar a campanha a prefeito. Vai gastar tênis em caminhadas nos bairros João Paulo e Armando Mendes.