Publicidade
Editorial

Deputado Platiny Soares é campeão de faltas nas sessões da Assembleia Legislativa do AM

06/01/2018 às 13:40
Show show platiny

O mínimo que se espera de um parlamentar é que ele faça valer os votos recebidos e compareça em seu local de trabalho, o Parlamento, para propor, discutir e aprovar leis que tornem melhor a vida do cidadão. Infelizmente, são poucos os que têm essa consciência nas casas legislativas Brasil afora. No Amazonas, não é diferente.

Os deputados estaduais - assim como todos os demais políticos - são funcionários públicos e deveriam ter sua atividade controlada com o rigor que recai sobre qualquer servidor público. Para qualquer trabalhador do setor público ou privado faltar a mais de 26% dos dias que deveria trabalhar significaria demissão por justa causa ou motivo para exoneração. Foi exatamente isso que fez o campeão de faltas às sessões da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas em 2017, o deputado Platiny Soares (DEM), que faltou a mais de um quarto das sessões realizadas ao longo do ano passado, mostrando falta de compromisso com a atividade no Parlamento.

A justificativa de que o trabalho parlamentar não se dá apenas dentro das paredes da Assembleia não se sustenta. Uma sessão na ALE-AM não demora o dia todo - salvo raras ocasiões -, e nem ocorre todos os dias da semana.

É perfeitamente possível para qualquer deputado estadual comparecer às sessões deliberativas, dar sua contribuição nas discussões, registrar seu voto e desenvolver suas demais atividades fora do Parlamento sem qualquer prejuízo.

O bom exemplo tem que ser ressaltado. O deputado estadual Sabá Reis (PR), que esteve em quase todas as sessões da ALE-AM em 2017, reconhece que não fez mais que a obrigação. E não fez mesmo!

Os deputados são pagos - e bem pagos - com recursos do povo para defender os interesses do povo. Faltar a uma sessão da Casa sem um motivo justo é mais que um desrespeito aos eleitores e à população em geral, demonstra falta da dignidade necessária para a vida pública.

A assiduidade é um fator que os eleitores precisam levar em conta na hora de escolher seus representantes. Enquanto o mandato parlamentar não for visto como uma missão das mais importantes, mas apenas uma forma de obter benefícios próprios, a população não estará bem representada. Neste ano, mais uma vez, o povo  terá a chance de fazer essa avaliação nas urnas.