Sexta-feira, 30 de Julho de 2021
Sim e Não

Deputados debatem ‘furo na moeda’


istockphoto-1135032903-1024x1024_0F0957BE-7143-4665-85C2-FAC0C33E7E65.jpg
18/06/2021 às 07:45

Em meio aos debates na Câmara dos Deputados de Brasília, ontem,  um Projeto de Lei no mínimo curioso causou divergência entre parlamentares.  A Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços rejeitou o PL 4622/19, que prevê a inserção de um furo nas moedas metálicas em circulação no País. A justificativa? Evitar que crianças se engasguem.  A proposta de autoria do deputado Pedro Augusto Bezerra (PTB-CE) ainda será analisada pela Comissão de Constituição e Justiça.

Sem evidências - Relator no colegiado, Glaustin da Fokus (PSC-GO) apresentou parecer pela rejeição da proposta do “furo” e destacou que há poucas evidências de que a medida evitaria   asfixia: “As moedas furadas, historicamente, foram utilizadas por tradição, economia de material, facilidade de transporte, mas não há registro de sua utilização por razões preventivas de acidentes”. 

Sem homenagens - O vereador de Manaus  Raiff Mattos(DC) apresentou projeto de lei para impedir que ruas, prédios e bens públicos em geral levem o nome de pessoas condenadas por crimes de corrupção. A proposta foi apresentada no último dia 10 de junho.

Convocados - Um comunicado emitido esta semana pelo comando da Polícia Militar do Amazonas convocando centenas de policiais para evento hoje às 6h30, no Comando Geral em Petrópolis, gerou incômodo e preocupação em parte da tropa. Após a repercussão negativa, o Comando enxugou o número de convocados para não gerar “tanta” aglomeração.

Webinar... - Para marcar o Dia Mundial do Refugiado (20), criado pela Assembleia Geral das Nações Unidas em 2000, FURNAS e Siccob realizam o webinar “Marketing Digital para Refugiados Empreendedores”. O bate papo promete trazer dicas para aqueles que desejam empreender ou incrementar o seu negócio utilizando as redes sociais. O evento virtual será realizado na segunda-feira (21), às 10h, na plataforma zoom:  https://zoom.us/j/98194758615.

Retorno - O Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) publicou a portaria  que altera o horário de funcionamento do expediente interno e de atendimento ao público nas unidades judiciais e administrativas  nesta segunda etapa de retorno presencial, o qual voltará a ser das 8h às 14h. A segunda etapa do retorno presencial começou na última segunda-feira , com até 50% de presença do público interno.

Retrocesso - A Associação Amazonense do Ministério Público (AAMP) emitiu nota para alertar que, se aprovado, o projeto 10.887/2018 que altera a lei da improbidade administrativa contribuirá para um grave retrocesso no combate à corrupção no país. As alterações têm sido debatidas pelos representantes do Ministério Público em todo o país.

Maués - O Ministério Público do Amazonas (MPAM) obteve decisão liminar que obriga o Estado do Amazonas a suspender as aulas presenciais em Maués, em razão do descumprimento dos protocolos de segurança sanitária nas unidades escolares da rede estadual de ensino. O descumprimento da decisão implica o pagamento de multa diária no valor de R$ 20 mil.

Vacinas - Por falar em escolas, a antecipação da segunda dose da vacina contra a Covid-19 para os profissionais da educação da rede pública, será solicitada pela deputada professora Therezinha Ruiz (PSDB), ao prefeito de Manaus, Davi Almeida, e ao governador Wilson Lima, para garantir a proteção da saúde da comunidade escolar, no retorno às aulas presenciais na capital e no interior do Estado.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.