Publicidade
Editorial

Descobrindo outro papel

12/08/2018 às 08:30
Show homens ajudam casa 1534077023

Desfazer preconceitos e redefinir papéis sociais são as tarefas dos pais modernos que buscam compartilhar as demandas domésticas reagindo a um dos aspectos mais desiguais de um modelo de família que produziu entendimento massivo de que o trabalho de casa além de não ser considerado trabalho relevante deve ser de responsabilidade única das mulheres. A criação dos filhos caberia às mulheres e aos homens prover materialmente a casa.

As mudanças proporcionaram superar esses muros e compreender a importância de contribuir para a promoção de uma outra cultura onde as tarefas podem ser naturalmente divididas e a criação dos filhos igualmente compartilhadas. Casais mais jovens assumem essa postura e se descobrem capazes, mais leves e melhor realizados, seus filhos recebem mais atenção e as disputas em torno das crianças tendem a cessar porque o objetivo é assegurar aos filhos menores proteção e amor.

Ainda se está muito distante de atingir o equilíbrio nessa convivência entre homem e mulher e destes com os filhos. Os relatos mais recorrentes apontam para as práticas de violência de homens contra mulheres e que na maioria dos casos os agressores são parentes próximos das vítimas. As violências têm como lugar de ocorrência os espaços da casa entre quatro paredes e costumam terminar em mortes.

Ressaltar a importância dessa mudança de conduta dos homens e pautar o tema na mídia com mais frequência é parte dos esforços para superar um estágio de violência e ter uma outra conduta familiar. A nova performance de pais, principalmente os mais jovens indica ser possível estabelecer outros papéis sociais e pessoas mais humanizadas que possam aprender a resolver seus conflitos por meio do diálogo e eliminar determinados códigos nos quais a violência se alimenta e se realiza.

Quando famílias descobrem a cooperação e eliminam os muros deixam fluir o desejo do entendimento, do respeito a cada pessoa  e o querer bem dessas pessoas. O pai que antes deveria corresponder ao macho provedor, determinador de ordens e ausentes das tarefas domésticas desempenha na atualidade o dever de compartilhar as responsabilidades, de chamar para si outras atribuições e de ser parceiro da mulher no cuidado da casa. Que neste domingo dedicado ao pai, a compreensão seja o sentimento mais experimentado.