Publicidade
Sim & Não

'É dedução’, diz ministro do TSE

23/03/2017 às 22:14 - Atualizado em 23/03/2017 às 22:24
Show jose melo033

Partiu de um “raciocínio dedutivo”, segundo o ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Napoleão Filho, a tese de que o governador José Melo (Pros) usou a empresária Nair Blair para comprar votos durante a eleição de 2014. Relator do  processo de cassação, ele desqualificou a denúncia e sustentou que cabia aos acusadores de Melo a produção de provas que comprovassem o ato ilícito. Para ele, não se pode cassar o mandato de um governador com base em “ilações”.

Eis a questão   Durante a sessão de julgamento no TSE, ontem, suspensa por um pedido de vistas, Napoleão Filho disse estranhar os recibos que atestariam a compra de votos. “Quem já viu passar recibo de propina?”, questionou.

Descolado  Absolutamente à vontade durante a leitura de seu voto no plenário do TSE, o relator do processo teve até tempo para contar uma piada - sobre  um juiz que recebeu um presente para julgar favoravelmente em uma causa. Não se ouviu risos. O relator da Lava Jato, Édson Fachin, faz parte do colegiado  que irá julgar Melo.

Reaberto  A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) liberou ontem a operação de pousos e decolagens no aeroporto Júlio Belém, em Parintins, interditado desde outubro do ano passado. A informação foi confirmada pela Diretoria da Anac ao deputado federal Alfredo Nascimento (PR) e ao senador Omar Aziz (PSD).

Porém...  No primeiro momento, estão liberados apenas voos noturnos, até que seja resolvida em definitivo a questão da lixeira nas proximidades do aeroporto, que atrai aves e coloca em risco a segurança das aeronaves.

Conquista   O superintendente geral da FAS, Virgílio Viana, foi recebido na última quarta (22) pelo embaixador do Brasil em Londres, Eduardo dos Santos. Na ocasião, foi estabelecida uma parceria para apoiar o escoamento de produtos sustentáveis oriundos das comunidades ribeirinhas. 

Desespero  Em sua passagem por Londres, Virgílio Viana foi testemunha do caos que se instalou na capital do Reino Unido após o atentado que matou cinco pessoas. Ele relatou que o barulho de sinere é o que mais se houve. “É uma cidade que já é um pouco elétrica e ganhou mais tensão. O trânsito, que já é apertado, ficou caótico”, disse à coluna. 

Nem aí  A Eletrobras Distribuição AM não fez a mínima questão de explicar ao consumidor porque deixou milhares deles sem energia entre quarta e quinta-feira. Em seu 0800, os atendentes da companhia diziam que não sabiam o motivo do desligamento nem tinham como dar previsão de retorno.

 Delay Na noite de quarta, uma nota cifrada distribuída pela Eletrobras dizia apenas que  houve “a atuação da proteção do sistema de 69KV”, sem qualquer esclarecimento. Só ontem à noite (quase 24h depois) a empresa informou que um cabo rompido na Subestação Mauá ocasionou o problema. 

É hoje! O ministro do STJ, Mauro Campbell, estará presente na posse do novo desembargador do TJ/AM, José Hamílton Saraiva, marcada para hoje, às 10h. A senadora Vanessa Grazziotin confirmou presença. Omar e Eduardo Braga, não. O chefe do MPE, Fábio Monteiro, fará discurso.