Segunda-feira, 24 de Fevereiro de 2020
Editorial

Efeitos da mudança no perfil do consumidor


show_WhatsApp_Image_2019-12-26_at_11.53.46_378BE9EE-3D26-4BA0-93DE-23B40A06EBA1.jpeg
18/01/2020 às 07:11

Alguns estudos recentes demonstram gradativa mudança de comportamento por parte do consumidor brasileiro. Aparecem em crescimento os indicadores de precaução e de busca por preços mais baixos nas compras. O comportamento, ainda de uma minoria, revela maturidade de um segmento que está aprendendo a lidar com os movimentos de intensificação das campanhas por compras e atravessá-los para aguardar um outro ciclo, o das promoções pós as grandes festas do consumo.

Levantamento divulgado pela Federação do Comércio de São Paulo traduz as novas atitudes de brasileiros e sugere ao setor comercial caminhos para estabelecer novas estratégias na recepção desse perfil de clientela cuja tendência é de ampliação, como ocorreu e ocorre em várias regiões do mundo. A noção da necessidade de economizar seja por prevenção, falta de recursos financeiros suficientes para bancar os preços cobrados nos “natais” do comércio ou como atitude sintonizada com princípios da cidadania, ganha corpo e espaço na pauta das pesquisas a respeito do hábito de consumo, perfil do comprador, e também no noticiário sobre o cotidiano e a economia.

Em Manaus, movimentos parecidos podem ser percebidos a partir das rodas de conversas de grupos de amigos, de donas de casas, de grupos jovens que trazem o teor da opção por produtos bons com preços mais baixos. Nessas conversas, o ato de esperar o furacão das compras passar para ir às lojas é recorrente e envolve amplos setores.

A disposição de aguardar para comprar é aposta arriscada que pode não dar certo. No comércio, tende a ser vantajosa considerando as sobras de estoque e a exigência de substituição das peças em escala maior ou menor. Quanto ao impacto nos preços, em alguns produtos é perceptível a queda significativa dos valores. No geral, quando o consumidor decide sair da condição de receptor passivo e agir, ao estabelecer condições e tempo de compra, há um posicionamento importante desse cliente diante da realidade na qual está inserido. Trata-se de um gesto com repercussão na economia municipal, estadual e nacional.

Os setores do comércio e de serviços passam a considerar outras possibilidades e a adotar condutas inovadoras que mantenham o rendimento de seus negócios e, ao mesmo tempo, controlem a voracidade que é direcionada aos consumidores e, aos mais desavisados, os enterra em dívidas e processos.
 
 


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.