Publicidade
Sim & Não

'Bosco pode até ser candidato ao Governo'

29/05/2018 às 20:20 - Atualizado em 29/05/2018 às 21:40
Show bosco

O novo presidente do Solidariedade no Amazonas, Carlos Lacerda, que substituiu o vice-governador Bosco Saraiva no comando do partido, sustentou que a mudança aconteceu para fortalecer as articulações do partido no Estado e afirmou que Bosco segue tendo o apoio da sigla para se candidatar ao que quiser. “O que ele pleitear, vamos apoiar. Ele é pré-candidato ao Senado e pode ser até candidato ao governo se quiser. Ele tem muito respaldo na (direção) Nacional”, adoçou Lacerda.

Recado digital

Bosco Saraiva recebeu o aviso da mudança no comando do partido por meio do secretário-geral do Solidariedade, Luiz Antônio Silva, via áudio de WhatsApp. 

Interlocutor

No áudio ao qual a coluna teve acesso, Luiz diz que falava em nome do presidente nacional do SD, Paulinho da Força, e que Bosco poderá definir a qual cargo concorrerá.  “Mas o comando do partido, a partir de hoje, fica sob a tutela do Lacerda. Está bem? Muito obrigado. Tentei falar com o senhor por telefone mas não consegui”, diz Luiz.  

Reação

À coluna, o vice-governador Bosco Saraiva garantiu que um “revezamento” no comando da sigla já estava previsto. “Essa renovação já estava prevista. Não altera muito coisa. Mantém-se o mesmo grupo”. 

Gratidão

Durante uma audiência realizada no plenário da ALE/AM, ontem, sobre o Dia do Líder Comunitário, na qual esteve presente o ex-deputado estadual Marcelo Ramos (PR), a deputada Alessandra Campêlo (MDB) encheu a bola do ex-parlamentar.

Empurrão

De acordo com Alessandra, Marcelo Ramos foi o “grande incentivador” de sua entrada na carreira política já que ele a encorajou, “lá atrás”, a participar de movimentos universitários.

Papo vai, papo vem

Por falar em Marcelo Ramos, o ex-deputado estadual anda conversando bastante com o senador Omar Aziz, que é pré-candidato ao governo. Marcelo quer uma vaga na Câmara Federal.

Mudanças

Em duas secretarias do Estado, Sejusc e Seped, o clima é de despedida entre comissionados, que falam sobre a saída dos titulares das pastas.

Frustração 1

Professores ligados ao Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Amazonas (Sinteam) decidiram expor ao Ministério Público Estadual (MPE/AM) toda a insatisfação dos educadores com a entidade por meio de um abaixo-assinado.

Frustração 2

No documento, os educadores acusam o Sinteam de ser “omisso” diante das perdas salariais da categoria nos últimos quatro anos e da falta de fiscalização da verba do Fundeb. A promotora Delisa Ferreira mandou arquivar o pedido de investigação. “Tais entidades têm natureza jurídica de direito privado, e cabe a seus associados destituí-las”, disse.

Polêmica

Em grupos nas redes sociais, a eleição para a vaga de desembargador do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ/AM) continua provocando tiro, porrada e bomba entre advogados.

Doação

O TCE/AM decidiu doar sete computadores para a PM. O termo de doação consta na edição do Diário Oficial Eletrônico do órgão.