Publicidade
Sim & Não

Em dois anos, Moto Honda demitiu mais de 5 mil funcionários

03/04/2017 às 20:26 - Atualizado em 03/04/2017 às 20:28
Show show show linha de moto honda  10

Termômetro da geração de empregos em Manaus, a Moto Honda da Amazônia, maior empresa do Distrito Industrial, segue dando sinais de que a economia brasileira está longe de sair do fundo do poço.  Em dois anos, a fabricante demitiu, aproximadamente, 5,5 mil trabalhadores, de um total de 11 mil. O fechamento de postos não parou em 2017, conforme o Sindicato dos Metalúrgicos. Foram 600 demissões este ano - sendo 500 por meio de um programa de demissão voluntária.

UTI

“Estamos chegando a um ponto alarmante do índice de demissão”, diz o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos, Waldemir Santana. Ele lembra que a Sony, por exemplo, tinha quase 4 mil funcionários, há dois anos. “Hoje não chega a 400”, diz. “A LG tinha 3.500 trabalhadores. Hoje tem 1.600”.

Mercado

A Honda admite que precisou fazer “ajustes”, em Manaus, para “adaptar a empresa à realidade  do setor de duas rodas que, em 2016, concluiu o 5º ano consecutivo de queda nas vendas”.

Efeito cascata

Conforme a empresa, o quadro reflete “as restrições ao crédito, variações cambiais, inflação, além da crise econômica e política que freia o consumo em geral”.

Degrau

A 23ª cadeira de desembargador do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ/AM) será preenchida hoje pelo juiz Ernesto Anselmo Queiroz Chíxaro, que, com 23 anos de carreira, atendeu ao critério de antiguidade. 

Belicoso

Na fila, a classe dos advogados espera ansiosamente chegar a sua vez para disputar uma vaga no plenário do TJ/AM. Será, conforme as expectativas, uma das disputas mais ferozes que já se viu na OAB/AM. Maior até que a corrida pela presidência da Ordem. 

Venezuela

Se a proposta do presidente da Câmara Municipal de Manaus (CMM), Wilker Barreto (PHS), vingar, os debates no Legislativo Municipal, que acontecem no Grande Expediente, ficarão restritos a um único dia (terça-feira). As sessões na CMM acontecem de segunda a quarta.

Sentença

A ideia foi discutida por Wilker, ontem, junto com o Colegiado de Líderes. Ao todo, 35, dos 41 vereadores participaram da reunião. Conforme o presidente da Casa, o encontro tem efeito de “reunião de condomínio”. “Quem falta não tem o direito de reclamar já que não compareceu”.

 

Estratégia

O governador José Melo (Pros) vem dando atenção diferenciada ao Setor Primário. Fugindo das ações voltadas a grandes empresários do setor, Melo faz questão de acompanhar os projetos para pequenos produtores da Agência de Desenvolvimento Sustentável do Amazonas (ADS), administrada por Lissandro Breval.

Ampliação

No mês passado, o governador participou de dois eventos da ADS e, neste fim de semana, pediu para que o vice, Henrique Oliveria (SD), acompanhasse a inauguração da primeira Feira Regional do interior, no Rio Preto da Eva, que contou com  apoio do FPS.

Descaso

O  advogado amazonense Beto Simonetti foi escolhido pelo Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil para sabatinar os novos candidatos ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e o Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP).