Sábado, 06 de Junho de 2020
Editorial

Esperança, mas com precaução


show_COVID_1B4FABB0-1D13-4409-BB23-6B17BBB556D8.jpeg
19/05/2020 às 08:40

Eis que, finalmente, começam a surgir notícias bastante animadoras em relação à pandemia do novo coronavírus. Testes para uma vacina têm resultados positivos nos Estados Unidos; o número de sepultamentos em Manaus mantém uma tendência de queda, atingindo menor número desde o registro do primeiro óbito pela doença na capital; mortes diárias por covid-19 também decrescem dia após dia. Há motivos para renovar a esperança em dias melhores. Porém, todos os especialistas e pesquisadores que acompanham diretamente a evolução da doença no Amazonas são unânimes: é cedo para cantar vitória. Ainda não é possível afirmar que o “vírus está indo embora”.  Mas demos um grande passo. Está demonstrado que o distanciamento social salva vidas.

É consenso que o recuo no número de óbitos que se verifica agora  deve-se em grande parte às medidas restritivas adotadas no Estado. Também é consenso entre os estudiosos que o afrouxamento dessas medidas ou não adesão a elas por parte da população resultará em um novo pico, com a volta do cenário dantesco que se viu em meados de abril, quando os cemitérios de Manaus realizavam mais de cem enterros por dia. De fato, projeções matemáticas já apontam para novo aumento de óbitos no final do mês por causa das aglomerações formadas no Dia das Mães. Com essa previsão matemática em mãos, o poder público pode se preparar, tomar medidas para atender o aumento da demanda nos hospitais.

Os estudos conduzidos por especialistas na Universidade Federal do Amazonas, na Universidade do Estado do Amazonas, em parceria com outras instituições locais, e até por pesquisadores independentes, são de enorme utilidade no enfrentamento da pandemia, pois  traçam cenários confiáveis sobre as próximas fases da crise sanitária e permitem elaborar estratégias para proteger e população e também para planejar a retomada da atividade econômica com segurança.

O momento, porém, requer cautela. É preciso conter o otimismo exagerado e, principalmente, manter as medidas de distanciamento social e uso de máscaras. Todos estão ansiosos para a volta à “normalidade”,  mas é necessário redobrar os cuidados, evitar aglomerações, usar máscaras e manter a esperança. Os dias melhores estão próximos, mas nossa atitude pode deixá-los mais distantes.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.