Publicidade
Editorial

Eterno potencial turístico

14/01/2017 às 20:46
Show boto

O turismo no Amazonas é uma eterna promessa que nunca se concretiza. O estado que abriga boa parte da Maior floresta equatorial do mundo teria que estar,  necessariamente, entre os destinos turísticos mais procurados do planeta. Ao invés disso, nem os próprios brasileiros têm conhecimento adequado das belezas naturais que o estado abriga.

Com a expectativa de arrefecimento da crise econômica que abala o País há anos, aliada com o fato de que teremos muitos feriados prolongados em 2017, o Ministério do Turismo espera uma forte recuperação no que diz respeito às viagens domésticas, com a projeção de  movimentar bilhões.

Uma ótima notícia... Menos para o Amazonas. A expectativa das lideranças do setor não são as melhores para este ano. Isso porque,  além da conhecida falta de infraestrutura adequada para acolher turistas, principalmente no interior, o estado também enfrenta uma  severa crise de imagem. Quem viria para um Estado cuja capital convive com o fato de que pelo menos 145 presos estão à solta nas ruas? As imagens da tragédia ocorrida no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj) percorreram o mundo nos últimos dias. Reverter essa imagem negativa poderá demorar muito tempo.

Como contornar essa situação?  Empresários, gerentes, gestores e operadores do Turismo no Amazonas sabem que apenas com investimentos sérios em um projeto concreto e integrado de fortalecimento do Turismo, isso será possível. Por enquanto, o poder público tem atuado apenas na divulgação do Estado enquanto destino. Mas questões mais básicas precisam ser resolvidas, como a capacitação de pessoal em idiomas e receptividade. Também é preciso investir em infraestrutura no interior.

Um exemplo é o município de Presidente Figueiredo, que tem um potencial gigantesco mas não conta com hotéis e serviços em nível compatível. Os empreendedores que atuam por lá são lutadores obstinados que merecem maior atenção e apoio. O mesmo pode-se dizer de diversos outros municípios pelo interior, com belezas turísticas desconhecidas e até mesmo inacessíveis para os próprios amazonenses.

Diversos municípios brasileiros com belezas naturais que não se comparam às do Amazonas já conseguiram se destacar no cenário turístico nacional e internacional. O momento atual de dificuldade econômica é, também, o momento de ousar, sair da inércia e investir no óbvio. Os resultados são praticamente garantidos. Basta  vontade para fazer.