Sexta-feira, 24 de Maio de 2019
Editorial

Fazer jornalismo


show_1__2__1852AB8B-C8E5-4660-9E72-2D40D15AE11C.jpg
20/04/2019 às 09:10

‘Sonho de mocidade’. Assim o jornalista Umberto Calderaro Filho referia-se ao jornal A CRÍTICA, assim se pronunciou quando o jornal completou 40 anos, em 19 de abril de 1989. Sonhos de mocidade trazem em si a teimosia do acreditar, superar obstáculos e tornar possível o sonho sonhado. A história de A CRÍTICA é a história de Calderaro. Inquieto e determinado, teceu uma rede de amigos e, nela, rascunhou a paixão pelo jornalismo, posicionando o jornal como um dos principais diários do País a partir da Região Amazônica. 

Quando o primeiro exemplar de A CRÍTICA circulou, em 19 de abril de 1949, o mundo vivia envolto em controvérsias profundas: a primeira bomba nuclear da antiga URSS é testada; são criadas a República Popular da China e a República Democrática da Alemanha; Getúlio Vargas tem a candidatura oficializada pelo Partido Trabalhista Brasileiro tornando-se, nas eleições seguintes, pela segunda vez, presidente do Brasil; é criada a Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN).

Líderes mundiais, em meio às sequelas produzidos pela 2ª Guerra, testavam outros caminhos para superar o longo período de destruição em massa de povos, equipamentos e cidades. O jornal do jovem sonhador viria a somar com o esforço para ampliar vozes dos sem direito à voz no Planeta. Eram muitos. 

Hoje, 70 anos depois, A CRÍTICA segue cumprindo etapas do sonho de fazer jornalismo e, por meio dele, instaurar outros diálogos, notícias, denúncias, defesas das questões cotidianas e estratégicas do Amazonas e desta parte do Brasil. Mudanças profundas ocorreram em sete décadas, mas esse valor segue absoluto. Umberto Calderaro Filho, em 1989, afirmou: “A CRÍTICA continua fiel ao seu ideal de fundação: é um jornal que tem um compromisso indelével com a sua gente”. Nas páginas do jornal, todo dia é dia de notícia pautada pela simbiose histórica que o jornalismo carrega, a de ser parte de um compromisso público, divulgar informações que contribuam para as pessoas tomarem decisões o mais livre possível, que reforcem a noção de cidadania e valorizem a democracia. Página por página, erros, acertos, disposição, sintonizada com a exigência da convergência midiática e, principalmente, com os anseios da sociedade do Amazonas, A CRÍTICA segue em frente, empunhando teimosia, esperança e sonho. Nesta data, reafirmamos: permanece válida a jornada de fazer jornalismo!


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.