Publicidade
Editorial

Fiscalização por melhores serviços

04/08/2017 às 22:59
Show plat o

A inspeção surpresa realizada ontem no Pronto Socorro Platão Araújo, na zona Leste, foi uma ação relacionada ao Dia Mundial da Saúde, celebrado hoje; mas bem que poderia ser uma ação permanente de fiscalização da qualidade dos serviços prestados nas unidades de saúde do Estado. A ação, realizada pela Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM), em parceria com o Conselho Regional de Medicina (CRM-AM) e com a Defensoria Pública da União (DPU), surpreendeu gestores, funcionários e pacientes. A equipe fiscalizou as condições gerais do hospital, disponibilidade de materiais e medicamentos, pagamento de funcionários e qualidade do atendimento, entre outros itens.

Não se sabe ainda como a unidade hospitalar se saiu, mas ela não foi escolhida aleatoriamente. São comuns as queixas da população quanto à falta de médicos, remédios e demora no atendimento. Um  relatório vai detalhar o resultado da inspeção. O documento será encaminhado aos órgãos competentes para a eventual tomada de providências.

Muitas pessoas ignoram que o acesso a serviços de saúde de qualidade é uma garantia constitucional. O problema é que a má qualidade já se tornou algo tão comum que a maioria dos pacientes chega às unidades preparada para o atendimento  inadequado, com longas esperas e frequentemente, sai sem ter recebido o tratamento pretendido, e fica por isso mesmo. Esse é um dos grandes desafios: a população precisa ter consciência de seus direitos e saber que existem instituições com a missão de fazer valer esses direitos. A tomada de consciência é passo fundamental para a garantia de bons serviços, não apenas na saúde, mas em todas as esferas públicas.

Infelizmente, nem sempre as portas estão abertas. Os usuários mais conscientes, que não se conformam com o mau serviço, não encontram a quem recorrer diante de abusos, falta de estrutura e outros problemas frequentes, muitas vezes por falta de conhecimento.

Daí a importância da ação comandada pela Defensoria Pública. Infelizmente, foi  uma ação pontual, mas que ainda pode, pela pressão da sociedade, tornar-se um mecanismo perene em benefício  da população.