Sábado, 04 de Julho de 2020
Editorial

Fragilidades expostas


001maio11-1-_D9BC5984-B87F-411B-B153-31C304F58931.jpg
04/06/2020 às 08:33

Os números da produção industrial de abril foram divulgados pelo IBGE e revelaram o que todos já esperavam: uma queda histórica de 18,8%, o patamar mais baixo já registrado pela pesquisa mensal que é realizada desde 2002. A maioria dos segmentos industriais mostrou retração, e 15 tiveram recuo recorde.

Os dados por Estado ainda não foram divulgados, mas os números de grandes setores nacionais sinalizam o que se pode esperar em relação ao Amazonas. O setor que abarca informática, eletrônicos e ópticos caiu 26% no dado nacional. É nesse setor que se insere a indústria eletroeletrônica, carro-chefe da Zona Franca de Manaus. Recuo ainda mais expressivo foi visto no setor “outros equipamentos de transporte”, que inclui as motocicletas - segundo principal produto da ZFM -, queda de 76,3% em abril. 

Enfim, os números gerais indicam forte retração na indústria local no mês de abril. Os resultados para esse mês eram muito esperados pelo mercado para se fazer uma projeção realista dos impactos da pandemia na indústria, já que foi o primeiro mês inteiramente afetado pela crise sanitária. A notícia menos ruim para o País é que a retração de 18,8%, apesar de expressiva, é menor do que as previsões mais otimistas apontavam, algo em torno de -20%, e muito abaixo dos cenários mais obscuros que projetavam quedas acima de -30%. 

O que isso significa? É cedo para dizer, mas analistas do mercado já estão refazendo as contas e aguardam com mais ansiedade ainda os números de maio, que também virão fortemente afetados pela pandemia, mas vão dar uma pista valiosa sobre o futuro da dinâmica industrial nos próximos meses. 

Quanto à Zona Franca, o impacto negativo sobre a indústria local apenas reforça o que todos os analistas do modelo repetem há muito tempo: a base econômica do Estado precisa ser diversificada para ser mais forte e menos dependente da indústria de transformação. 

O advento da pandemia ressalta os riscos que essa dependência representa para a economia do Amazonas. Esse é um tema que precisa ser retomado com maior seriedade no pós-pandemia para evitar vulnerabilidades como a que enfrentamos agora. 
 


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.