Publicidade
Sim & Não

Fraqueza de Braga deixa PT surpreso

18/04/2016 às 22:25
Show dhfghfgh

A falta de influência do ministro Eduardo Braga (PMDB) sobre a bancada do AM na Câmara deixou o governo de queixo caído. O Estado deu 100% de votos em favor do impeachment de Dilma. Nem sobre Marcos Rotta, do PMDB, Braga teve ascendência. “Amazonas não deu um voto para nós. Eduardo Braga não conseguiu nem um voto, como é que pode?”, disse à imprensa, com espanto, o líder do governo no Senado, Humberto Costa, que ainda considerou o voto de Alfredo Nascimento, do PR, como “traição”.

Fico 

Na tarde desta segunda-feira (18), em Brasília, circulava a informação de que Eduardo Braga pediria demissão do Ministério de Minas e Energia. Ele mesmo tratou de dizer, em entrevista ao site do “Estadão”, que não irá tomar nenhuma “decisão precipitada”.

Emoções

Os dois votos improváveis em favor do impeachment da presidente Dilma provocou nos deputados Alfredo Nascimento e Hissa Abrahão (PDT), segundo eles próprios, duas sensações: orgulho e desencargo.

Camarote 

Hissa diz que se sente “leve e feliz” com a postura que adotou. Sobre as consequências do ”Sim” em seu futuro político, ele afirma: “Se eu não puder ser candidato à Prefeitura de Manaus, vou assistir a campanha de camarote”.

Super 

Já Alfredo Nascimento desembarcou em Manaus, com sorriso de orelha a orelha. Atribuiu a ele os votos necessários para a abertura do processo de impeachment. Por aliados, foi tratado no aeroporto como “mito” e “hérói”.

Cálculo 1

O presidente da Câmara Municipal de Manaus (CMM), Wilker Barreto (PHS), garantiu que, nas eleições de 2016, está mais preocupado em garantir sua reeleição no cargo de vereador do que disputar a vaga de vice na chapa do prefeito Artur Neto (PSDB), candidato natural à reeleição este ano.

Cálculo 2

A declaração de Wilker veio em resposta à nota publicada ontem, que apontava rivalidade entre ele e o presidente da ALE/AM, Josué Neto (PSD), pelo posto de vice-prefeito na chapa de Artur. Segundo Wilker, esse nome será indicado pelo governador José Melo e pelo senador Omar Aziz.

Tomara

Ramo que vem empregando milhares no Brasil inteiro, empresas de call centers estão no foco do secretário estadual do Trabalho, Hisashi Toyoda, como alternativa para a criação de novos postos de emprego no AM. A instalação de firmas do tipo poderão abrir até cinco mil vagas. As negociações estão em andamento.

Registro 

A 46ª Promotoria de Justiça do MPE/AM recebe, até o dia 31 de maio, o cadastro espontâneo de associações e entidades de interesse social, sem fins lucrativos, que se sustentam de doações ou de verbas do poder público.

Inspeção 

O cadastro das entidades deve ser feito por meio de formulário disponível no site do MP (mpam.mp.br) e com base nele o órgão fará fiscalização das entidades no sentido de verificar a aplicação correta de recursos públicos que algumas delas recebem do poder público.

Consciência 

Os números comprovam. A falta de cidadania em Manaus ainda impera. Em três meses, este ano, a Prefeitura retirou 52 toneladas de lixo em 15 áreas localizadas dentro do Prosamim.