Publicidade
Sim & Não

General se despede atirando

13/04/2016 às 23:05
Show img0017335293

Em seus últimos dias na chefia do Comando Militar da Amazônia (CMA), o general Guilherme Theophilo aproveitou os eventos de despedida para fazer duras críticas ao governo federal, apontando o abandono das forças militares na Amazônia. “Não consegui que o governo federal olhasse para a nossa Amazônia com outros olhos”, frustrou-se. “Falta estrutura e recurso, não só para as Forças Armadas, mas também para as polícias e o Corpo de Bombeiros”, afirmou. 

Firmeza  

As declarações de  Guilherme Theophilo foram dadas na semana passada, em evento no Acre. Nesta quarta-feira (13), durante almoço na Fieam, em Manaus, ele revelou a empresários que, logo após fazer as críticas, recebeu um telefonema “de Brasília”, e foi questionado se realmente tinha feito as afirmações. O general foi taxativo: “Sim, fiz”. 

Explicação  

Aos empresários, Guilherme Theophilo justificou que as críticas dirigidas ao Ministério da Justiça, em especial, apontam para melhorias e investimentos que precisam ser feitos, e não tem caráter pessoal. 

Zombaria  

A queda da presidente Dilma Rousseff virou, literalmente, motivo de apostas entre políticos. Conforme registrou a Folha de S. Paulo, nesta quarta-feira (13), cada aposta no “bolão do impeachment” custa R$ 100.  

Fezinha  

O vice-governador do Amazonas, Henrique Oliveira (SD), está entre os participantes do “bolão”, criado pelo deputado Carlos Manato (SD-ES).  Ele empenhou o valor de R$ 100 acreditando no seguinte placar de votação: 396 votos a favor do impedimento e 121 contra. 

Rebeldes  

O líder do Pros no Amazonas, governador José Melo, já fez reiteradas declarações contra a saída da presidente Dilma. Seus liderados, porém, não seguem a mesma cartilha. Na Câmara Municipal de Manaus (CMM), o vereador Sildomar Abtibol, do Pros, anunciou que vai participar dos protestos, no domingo, em favor da deposição da presidente. 

Chega  

O deputado federal Hissa Abrahão, do PDT, já pode parar com o suspense sobre seu voto na sessão do impeachment. nesta quarta-feira (13), o partido dele “fechou questão” contra o afastamento de Dilma. Os 20 membros da bancada pedetista votarão parar barrar o processo.

Ocasião

Durante passagem pelo canteiro de obras do “Shopping T4”, que transformará um terminal de ônibus em centro de compras, na Zona Leste, o prefeito de Manaus, Artur Neto (PSDB), aproveitou a oportunidade para, mais uma vez, cutucar o ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga (PMDB). 

Alternativa  

“A fase de acabamento da estrutura traz a novidade da autonomia energética ao maior centro de compras popular de Manaus. Estamos com as subestações prontas, ou seja, se insistirem nos cortes de energia elétrica tão comuns na nossa cidade, os dois geradores vão garantir a luz permanentemente nesse empreendimento”, disse Artur. 

Autor  

O presidente da ALE/AM, Josué Neto (PSD), comemorou, nesta quarta-feira, a entrada em vigor da lei que cria centros de estudos profissionalizantes para pessoas diagnosticadas com o Transtorno de Espectro Autista (TEA), no Amazonas.