Publicidade
Sim & Não

Governo vai replicar ‘PEC do teto’ no Amazonas

08/12/2016 às 19:12 - Atualizado em 09/12/2016 às 09:00
Show jos  melo

O Governo do Amazonas vai limitar as despesas do Estado por uma década e aumentar a contribuição previdenciária dos servidores de 11% para 14%. São condições impostas pela União para liberar novos empréstimos ao governo. Outros 19 estados e o Distrito Federal fecharam o acordo, na quarta, 8. Com o acerto, o Ministério da Fazenda prometeu também liberar aos governadores, até o dia 20, recursos da multa da regularização de recursos repatriados. O Amazonas receberá R$ 138 milhões.

Prazo  

O governo estadual tem 180 dias para enviar uma PEC à ALE-AM estabelecendo o limitador de gastos. O aumento da contribuição previdenciária dos servidores será feito por meio de um projeto de lei.

Por obrigação 

Segundo o secretário estadual Afonso Lobo (Fazenda), a previdência ainda não é um problema para o Amazonas. Mas, como fechou o compromisso com a União, o aumento tem de ser feito. Pelo o acordo, o Estado deve adotar a nova alíquota (14%) até 2019.

Preço da crise 

“Como você está acompanhando, a quebradeira está se generalizando. Aqui, graças a Deus e à disposição do nosso governador de enfrentar o desgaste necessário, estamos encerrando mais um ano muito difícil, mas como as contas públicas em ordem”, afirmou Afonso Lobo.

Tá na mídia 

Segundo o Estado de São Paulo, o deputado federal Pauderney Avelino (DEM) foi quem bancou a indicação do nome de Paulo Henrique Angelo Souza para o cargo de vice-presidente de Riscos da Caixa. De acordo com o jornal, o Ministério da Fazenda foi contra, porque queria alguém com perfil mais técnico.

Preterido 

 Apesar da ajuda que recebeu de toda a bancada de deputados federais do Amazonas para tirar Dilma Rousseff (PT) do governo, Michel Temer (PMDB) escolheu o Pará como primeiro estado da região Norte a ser visitado por ele. O presidente vai a Belém na semana que vem.

Reduto alheio

No Pará, dos 17 parlamentares, dez votaram a favor do impeachment, 6 contra, e um não quis votar. No Amazonas, os oito disseram sim à saída de Dilma. Temer esboça uma agenda de viagens a estados das regiões Norte e Nordeste, considerados redutos do PT.

Sem vergonha 

Do senador Omar Aziz (PSD) sobre o relatório final da CPI do Futebol: “A Confederação Brasileira de Futebol tem que tomar vergonha na cara e seguir as orientações. Futebol brasileiro é uma instituição brasileira, de mais de 200 milhões de brasileiros”.

Quase 10 anos 

Promessa dos últimos três governadores, a obra da ponte do Pera, em Coari, será inaugurada nesse fim de ano. Prometida por Eduardo Braga (PMDB) em 2002, a ponte começou a ser construída em 2007, mas até hoje não saiu do papel.

Erro de cálculo 

A Prefeitura de Manaus aprovou um aditivo para a reforma de uma quadra no bairro Cidade de Deus, no valor de R$ 74 mil, o equivalente a 42% do valor original do serviço. O aditivo foi assinado pelo subsecretário Antônio Nelson Júnior (Seminf).

Gratificação 

A Fundação de Apoio ao Idoso “Doutor Thomas” vai pagar adicional noturno de 25% aos servidores contratados para exercerem as funções de Cuidador de Idoso, Técnico de Enfermagem e Analista de Enfermagem.