Publicidade
Editorial

Inovação e qualidade

28/09/2016 às 22:37
Show textil0888

Os economistas liberais costumam dizer que a produção no nosso País sofre com o chamado Custo Brasil, a soma de todos os insumos e recursos usados nas fábricas ou empresas de prestação de serviços, que seriam muito maiores que no resto do mundo por conta de excessos de taxas, contribuições e impostos, que muitas vezes estão justapostos numa cobrança cumulativa que sobrecarrega o empreendedor e tira a competitividade do produto brasileiro frente ao de outros países nos quais a simplificação tributária ajuda na composição final de preço e assim melhora a competitividade.

O governo, o atual e os antecessores, sempre relativizaram o Custo Brasil e culpando o atraso tecnológico e a falta de inovação pela baixa competitividade brasileira frente aos produtos externos. A indústria calçadista e textil, vítimas, por exemplo, das congêneres chinesas, foram a breca por conta dessa falta de preço combativo, mas o governo diz que desde a invenção da chinela de dedos a industrial local não conseguiu produzir nada de atrativo para o mercado, tanto o interno quanto o externo.

Parece que é briga de cachorro grande que nunca vai se encerrar, mas com repercussão no dia a dia do cachorro pequeno que sobrevive da venda dos produtos num mercado a cada dia menor ou da produção deste mesmo com a venda da mão de obra.

Pois bem, no Amazonas “medidas para reduzir custos e aumentar a eficiência no trabalho, seja na pequena empresa familiar ou na grande indústria instalada no Polo Industrial de Manaus, deram a tônica das apresentações da modalidade Processo”. Foi um momento de importante repercussão, pois a  17ª Mostra de Melhorias para Qualidade (PQA) apresentou projetos tocados por uma das maiores multinacionais com fábrica no Distrito Industrial e também por uma pequena indústria local. A gigante japonesa Panasonic mostrou que é possivel montar uma TV LCD em menos tempo ao passo que a cabocla Aga Móveis apostou no desenvolvimento de pessoas para garantir melhores sofás e poltronas para os seus clientes e por um preço atrativo. Ambas buscaram na melhoria dos processos e na inovação o caminho para alcançar a qualidade e assim chegar bem na porta das lojas, competindo em pé de igualdade com os adversários, alguns maiores e com mais poder de fogo.