Segunda-feira, 18 de Novembro de 2019
Editorial

Intervenção com dados ocultos


images__54__DA2FF4D6-3329-467F-8AA7-1493D6E7A120.jpg
16/10/2019 às 07:18

A intervenção financeira nas empresas que operam o transporte público em Manaus, realizado com estardalhaço pela Prefeitura há quase quatro  meses, foi uma medida que surgiu sob a justificativa de se “abrir a caixa preta” do transporte público na cidade, isto é, desvendar os números da atividade que estariam sendo ocultados ou mascarados pelos empresários. Pelo decreto assinado pelo prefeito, o poder público divulgaria relatórios mensais a respeito dos “resultados” da intervenção. Essa atitude seria muito bem-vinda pois atribuiria transparência ao caso. Certamente toda a sociedade tem interesse em saber qual é o real faturamento do sistema de transporte, quais os custos das empresas e, principalmente, qual é o lucro aferido por esses empresários.

Essas informações são cruciais para compreender o quadro atual do sistema, com um serviço de baixa qualidade, operado por veículos velhos e sem manutenção adequada, verdadeiro risco para as milhares de pessoas que precisam desse modal para se locomover pela cidade. 

Infelizmente, essa esperada transparência não veio. O período definido para a intervenção termina na próxima semana e nem uma número a respeito da questão foi divulgado pela Prefeitura. A maioria dos vereadores silencia a respeito, demonstrando comprometimentos escusos onde deveria imperar o interesse público. Além disso, vale ressaltar a visível piora nos serviços de transporte da capital. As próprias empresas admitem que estão operando com frota reduzida há mais de um mês, alegando necessidade em face da intervenção, uma vez que não têm mais controle das próprias receitas. Uma clara queda de braço com o poder público onde a população pobre é a maior prejudicada. 

A Prefeitura precisa sair da inércia e atuar sobre essa questão. A sociedade espera que esses meses de intervenção tragam resultados concretos com ampla divulgação dos dados colhidos e anúncio de medidas fortes que resultem em melhores serviços para os cidadãos. 

Manaus está às vésperas de completar 350 anos. Um excelente presente seria o início da implantação de um sistema de transporte mais eficiente e seguro, compatível com a grandeza da cidade, sua história e seu povo.


Mais de Acritica.com

18 Nov
bradesco_C22DD61C-FE71-4FDD-BB1B-A5B7C048EF01.JPG

TRT11 celebra acordo de R$ 1,1 milhão entre Bradesco e ex-funcionária

18/11/2019 às 11:20

A bancária ingressou com reclamação trabalhista contra o HSBC e o Bradesco em novembro de 2016, pretendendo receber o pagamento de diferenças salariais, horas extras, tempo a disposição da instituição financeira durante as viagens, além indenização pelos danos morais sofridos no ambiente de trabalho


Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.