Publicidade
Sim & Não

Juiz e MP-AM em rota de colisão

28/04/2016 às 21:42
Show mp am

A relação do juiz de Beruri, Mateus Guedes, e o Ministério Público Estadual (MP-AM) beira a uma crise institucional. O magistrado tem reclamado aos quatro cantos do Estado da ausência da instituição no município. A cruzada do magistrado é vista nos bastidores do MPE-AM como insensível, uma vez que a titular do cargo estaria com graves problemas de saúde. O MP-AM busca uma conciliação com o juiz com a designação do promotor de Lábrea para atender também em Beruri.

Ponto... 

Os problemas na saúde pública do Estado têm sido o calcanhar de Aquiles do governador José Melo (Pros). Tanto é que até um dos aliados dele, o deputado Bi Garcia (PSDB), disparou críticas à gestão de Melo, ontem. 

...fraco

“O Amazonas sempre investiu mais em Saúde, mas esse dinheiro não está sendo bem gasto. Já até falei para o governador. Ele e o secretário Pedro Elias precisam mergulhar nas contas da saúde”, disse.

Mostre-me 

À coluna, o secretário estadual Pedro Elias (Saúde) indagou: “Talvez fosse interessante demonstrar onde esse dinheiro não está sendo bem gasto, não acha?”.

Chegou depois

“O deputado Platiny (Soares) é calouro. O senhor já está caindo os cabelos de defender a PM nessa casa”. Do vice-presidente da ALE-AM para o colega Cabo Maciel, durante homenagem na Casa pelos 179 anos da Polícia Militar do Amazonas.

Dia de líder

Depois de ouvir a oposição cobrar melhores condições de trabalho aos policiais militares, o comandante da PM, James Frota, disse que se alegra em ler todos os dias os jornais e ver que muitos estados vêm decretando falência, menos o Amazonas.

Dois bicudos

A briga entre o deputado estadual Wanderley Dallas (PMDB) e Jonatas Câmara exigiu jogo de cintura do cerimonial da CMM para garantir que os dois ficassem bem distante na mesa das autoridades durante homenagem ao presidente da OAB-AM, Marco Aurélio Choy, ontem. 

Surpresa

Os servidores da CMM desconheciam o rompimento político e pessoal de Dallas com os irmãos Silas e Jonatas Câmara.

Velho jogo

A publicidade exibida por Hissa Abrahão (PDT) nas ruas de Manaus após o voto dele no processo do impeachment na Câmara foi alvo de vandalismo. Em um desabafo nas redes sociais, o político diz que o ato é “jogo sujo” político.

Coronelismo

“Uma tática antiquada e já conhecida da velha política. Típica de um velho coronel de barranco que não consegue mais nem andar e manda seus capangas irem, na calada da noite, “fazer o serviço’”, reclamou Hissa.

Líder prudente

A quem questiona o deputado federal Marcos Rotta (PMDB) sobre o voto dele a favor do impeachment de Dilma Rousseff (PT), contrário à posição de seu líder político, o senador Eduardo Braga (PMDB), o parlamentar diz que o ex-ministro foi sensato e respeitou sua opinião e posição.

Se vota

Segundo a assessoria de Braga, o parlamentar não votará no processo do impeachment no Senado porque está de licença médica. Mas se fosse, votaria contra a admissibilidade do processo.