Publicidade
Sim & Não

Líder nas pesquisas, Artur avalia se vai a debates

18/08/2016 às 18:51 - Atualizado em 18/08/2016 às 18:56
Show arturdebate

Candidato a ser batido e líder nas pesquisas, Artur Neto (PSDB) poderá evitar os debates na TV nesse início de campanha. Informações do ninho tucano dão conta que o assunto ainda é avaliado pela direção de campanha dele. Ao decidir ir aos programas, o prefeito assume o risco de virar o principal “alvo” dos adversários. Difícil é saber se a estratégia de fugir desse tipo de aperto no início da disputa é menos desgastante do que se submeter à avaliação dos telespectadores por faltar ao compromisso.

Decisão  

A assessoria de imprensa da campanha de Artur informou que hoje o prefeito informa se participará do primeiro debate na televisão nesse primeiro turno, marcado para a próxima segunda, 22.

Filtros  

O TSE confirmou esse ano que partidos que possuem mais de nove deputados federais devem ser obrigatoriamente convidados 
a participar de debates eleitorais. Em Manaus, Luiz Castro (Rede) e Professor Queiroz (Psol) devem ficar de fora dos programas.

Na sorte  

Se Artur não for mesmo ao debate do dia 22, pode acabar ajudando Luiz e Queiroz. Isso porque a emissora responsável pelo programa tem a intenção de, na ausência de candidatos, convocar os que ficaram de fora.

Voto aberto  

O secretário estadual Fabrício Lima (Sejel) foi o primeiro assessor de José Melo (Pros) a abrir o voto nessas eleições. Em sua página no Facebook, Fabrício divulgou post dizendo que quer Marcelo Ramos (PR) na prefeitura.

Digitais  

Fabrício é filiado ao Solidariedade, que tem Henrique Oliveira como candidato a prefeito, e foi secretário por mais de dois anos do atual prefeito e candidato à reeleição, Artur Neto.

Sem segredo  

Deputado estadual e ex-prefeito de Manaus, Serafim Corrêa (PSB) diz que o critério que utiliza para definir os locais de caminhada de campanha é bem simples: “político vai aonde tem gente”.

Caminho certo  

Segundo o candidato do PSB, no Centro, o melhor dia para corpo a corpo com eleitor é no sábado pela manhã. Na zona Leste, o melhor destino é a feira do bairro São José, aos domingos.

Veja bem  

O TCE-AM informou, por meio de nota, que o órgão paga mensalmente por um garçom R$ 2,7 mil, e não R$ 8,3 mil como informou a coluna ontem. Segundo o tribunal, 
R$ 8,3 mil é a soma do salário do profissional dos meses de junho, julho e agosto.

Caixa dividido  

ALE-AM vai ter acesso ao dinheiro que vai irrigar um fundo criado pelo TCE-AM. Com essa condição,  os deputados aprovaram o fundo na quarta-feira, 17. O Legislativo enfrenta dificuldade para pagar fornecedores.

Fonte  

O Fundo de Apoio ao Exercício de Controle Externo será mantido com as multas pagas pelos gestores públicos.

Dados abertos

Desde ontem é possível consultar no site do TSE (www.tse.jus.br) informações sobre o financiamento das eleições desse ano. 

Nova regra  

Com a edição da Reforma Eleitoral, candidatos e partidos são obrigados a enviar à Justiça Eleitoral o relatório financeiro de campanha, a cada 72 horas, contadas a partir do recebimento da doação.