Publicidade
Sim & Não

Lista tríplice para novo desembargador sai nesta semana

03/06/2018 às 20:19 - Atualizado em 03/06/2018 às 20:48
Show 41708192904 30f9745446 z

Nesta semana o Tribunal de Justiça do Amazonas elege a lista tríplice dentre os seis advogados mais votados por seus pares para concorrer à vaga de desembargador pelo quinto constitucional. Os advogados concorrentes buscam conquistar a simpatia dos magistrados. Espera-se que a eleição seja conduzida de forma técnica, sem paixões ou apelos a amizades, e sem guerrilhas nos bastidores. Que sejam escolhidos os advogados de fato mais qualificados para ocupar a importante função. 

Impedimentos   O advogado Délcio Santos, mais votado na lista da OAB/AM, é cunhado do desembargador Jomar Fernandes, mas a declaração de impedimento, se ocorrer, é uma decisão pessoal do magistrado. Os desembargadores podem se julgar impedidos por motivos de parentesco, amizade ou inimizade. 

Surfista   No último sábado, depois  que os rodoviários  decidiram retomar as negociações por melhoria salarial por interferência do Ministério Público do Trabalho, o prefeito Arthur Neto (PSDB) ressurgiu para dizer: “Acabou a brincadeira”. 

Reação tardia    Praticamente durante todo o feriadão, quando a frota de ônibus  parou 100%, Arthur não se manifestou para dar qualquer satisfação à população, reaparecendo apenas na noite de sexta-feira para falar de providências. Enquanto isso, era chamado pelo líder dos rodoviários de “prefeito bunda mole”. 

Resultado A crise no transporte coletivo, que se acentuou nos últimos dias, ensejou numa consequência drástica para o comércio de Manaus: prejuízo nas vendas e prováveis novas demissões, segundo a CDL.

CPI    A ameaça de instauração de uma CPI para investigar a planilha dos custos das empresas de ônibus provocou imediatas reações dos vereadores. Marcel Alexandre classificou a manobra do Sindicato dos Rodoviários como “palhaçada”  eleitoreira.

Sem transparência  Chico Preto (PMN) afirma que a relação da Prefeitura com as empresas que prestam o serviço do transporte coletivo não é transparente, ressaltando que não são divulgados, por exemplo, nem os números sobre a venda de passagens.

Assinaturas   O presidente da CMM, vereador Wilker Barreto (PHS) garante que, havendo as 14 assinaturas para a abertura da comissão de inquérito, a mesa diretora não vai estabelecer nenhum obstáculos para sua realização.

Assembleia  Ainda sobre o impasse quanto à crise do transporte público, o presidente da Assembleia Legislativa, David Almeida (PSB), joga a batata para o governo do Estado. “Quem pode contribuir é o Executivo, por meio de uma iniciativa enviada à Casa”.

Decreto    A senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) mantém a intenção de dar entrada hoje em um projeto de resolução sustando os efeitos do Decreto 9.394 do governo federal que reduz de 20% para 4% o incentivo de IPI aos fabricantes de concentrados no AM. 

Preocupação  A fala do presidente Michel Temer a parlamentares do Amazonas, dizendo que o governo encontrará uma solução breve, não tranquilizou o empresariado local, que vai manter a pressão sobre o governo em Brasília.