Sexta-feira, 25 de Setembro de 2020
Editorial

Maioria apoia volta às aulas


show_20200403_111213_04035FD7-AF58-4973-96D3-C8DB971A99B7.jpg
03/08/2020 às 09:23

A volta às aulas na rede pública estadual, alvo de protesto dos dois sindicatos de professores em atividade no Amazonas, é defendida pela maioria da categoria, revelou pesquisa realizada pelo Governo do Amazonas. 

Segundo a Seduc, 97,14% dos professores ouvidos, que lecionam na capital, aprovam a volta às aulas no regime híbrido, que inclui aulas presenciais e remotas. Ao todo, 82,5 mil pessoas de todo o estado, entre professores, pedagogos, gestores, administrativos, pais e responsáveis; responderam aos questionários on-line da pesquisa.

É certo que a volta às aulas foi decidida em um ambiente de incertezas, com o novo coronavírus ainda em circulação na cidade, mas também é correto dizer que, a partir dos dados colhidos com a volta às aulas da rede privada, no início de julho, não há motivo para pânico. Preocupação, sempre haverá, e é preciso que pais e professores reforcem a corrente para que medidas como uso de máscara e correta higienização das mãos não fique apenas no discurso. 

Mas desde que 60 mil alunos da rede privada retomaram atividades presenciais, dia 6 de julho, o número de mortes por Covid-19 na capital vem caindo. Foram 5,2 mortes em média por dia na primeira semana do retorno às aulas. E 1,4 mortes em média por  dia na semana passada. Para que essa tendência de queda não se altere, o Governo do Estado anunciou ter investido mais de R$ 10 milhões na aquisição de materiais e insumos para a prevenção e combate ao coronavírus no ambiente escolar.

A medida parece ter gerado confiança entre os professores. A pesquisa da Seduc revela que prevaleceu entre os que responderam o questionário online a opção pela divisão dos alunos em dois grupos, com 55,14%. O retorno de forma híbrida também foi validado por 97,69% dos gestores de escolas, 97% dos pedagogos e 82% dos pais e responsáveis. O estudo tem índice de confiança de 95%, de acordo com o Departamento de Estatística secretaria de Educação.

Segundo anunciado, a Secretaria de Educação buscou entender os anseios da comunidade escolar para que o Plano de Retorno às Atividades Presenciais fosse conduzido com as percepções de todos que compõem a Educação, além de atender às medidas de prevenção estipuladas pelos órgãos de Saúde. As próximas semanas devem ser de cautela, vigilância e constante análise de números.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.