Terça-feira, 19 de Janeiro de 2021
Sim e Não

Médicos mandados pelo Ministério a Manaus trazem até ivermectina na mala


1610317456626713_0B190DEB-000A-4201-8718-3594580AA6FA.JPG
10/01/2021 às 18:26

Um grupo de médicos convocados pelo Ministério da Saúde para atuação em Manaus faz defesas constantes nas redes sociais do suposto  'tratamento precoce'  contra a Covid-19, que inclui medicamentos como a Ivermectina e a Hidroxicloroquina.

Os medicamentos, que servem para piolhos/vermes, no caso da ivermectina, e para malária e lupus, no caso da hidroxicloroquina, não tem qualquer efetividade comprovada cientificamente no combate à doença em qualquer estágio e são desaconselhados pela Sociedade Brasileira de Infectologia.

Uma delas, com mais de 50 mil seguidores, postou sua chegada a Manaus com uma bolsa contendo várias caixas de ivermectina. Anestesiologista por formação (especialidade médica responsável por anestesiar pacientes em cirurgias), ela chegou a criar uma lista online de profissionais   adeptos da prescrição de hidroxicloroquina e da ivermectina.

Outro integrante do grupo, um médico infectologista, apresentou recente palestra/aula online com o título 'Descomplicando as evidências sobre tratamento precoce - além da cloroquina'. Em um dos posts nas redes sociais, cinco médicos  e médicas se apresentam  como 'Força Tarefa Manaus - Recrutas Ministério da Saúde'.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.