Publicidade
Sim & Não

Melo diz que não é pior que Amazonino

20/06/2016 às 23:36
Show melo

Dizendo que vive o “pior dos mundos” e que em um ano e meio de mandato só administrou problemas, o governador José Melo (Pros) afirma que Amazonino Mendes (PDT) não pode dizer que foi melhor governador que ele, porque os tempos são outros. “Não dá para comparar a época do Amazonino com a época de hoje”, afirmou o governador, em entrevista durante um almoço com o ministro de Ciência e Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Gilberto Kassab (PSD), na sexta-feira, 17.

 

Na minha época...  

Em discurso na zona Leste e em entrevista na CMM, no início do mês, Amazonino, que foi prefeito de Manaus e governador por três vezes, fez críticas às administrações de Manaus e do Estado.

 

Vaca gorda  

“Para você ter uma ideia, na época do Amazonino o orçamento da secretaria de Educação era maior que o orçamento da Prefeitura de Manaus. Não dá para comparar desiguais”, ressaltou José Melo.

 

Marcando terreno  

O vice-governador Henrique Oliveira (SD) prepara para o dia 5 de julho um evento de lançamento oficial da pré-candidatura dele a prefeito de Manaus. 

 

Leva mais  

Provocador, Henrique diz que reunirá 10.001 pessoas no ato. Uma a mais que as 10 mil que Silas Câmara (PRB) avisou que reuniria na plateia do lançamento da pré-candidatura dele, realizada no dia 10.

 

Barrado  

O advogado Francisco Balieiro perdeu o direto de analisar os autos de um processo fora do cartório. Segundo a decisão, Balieiro retirou e não devolveu os documentos à Justiça.

 

Corretivo  

A decisão foi do desembargador Aristóteles Lima Thury, que mandou que a OAB-AM e o Ministério Público sejam informados sobre o comportamento de Balieiro. O advogado ainda foi multado em meio salário mínimo.

 

Dando tempo  

Baleiro diz que já devolveu os autos. Segundo ele, os documentos ficaram em poder dele enquanto o cliente tentava um acordo com a prefeitura de Santo Antônio do Içá, o que não ocorreu. 

 

Acha pouco  

A informação na Susam é que a Clínica Renal de Manaus não quer mais renovar o contrato com o Estado porque quer receber mais do que os R$ 179,03 que recebe por sessão de hemodiálise. 

 

Nome limpo  

O secretário estadual Pedro Elias (Saúde) disse ontem que espera retomar as cirurgias de transplante renal essa semana depois de ter conseguido sanar pagamentos atrasados com o hospital Santa Júlia.

 

Só uma ponta  

Membro do corpo de segurança do Estado afirma que há mais fuzis nas mãos da bandidagem do que os dois fuzis apreendidos com um enfermeiro na zona Norte de Manaus, na sexta-feira, 17.

 

Insistente 1  

O defensor público-geral Rafael Barbosa virou figura cativa nos corredores da ALE-AM em busca de aumento no orçamento do órgão, que há dois anos estagnou em 1% da receita tributária líquida do Estado.

 

Insistente 2  

Além de insuficiente para atender a demanda da DP-AM, os repasses orçamentários vêm caindo drasticamente desde 2015, comprometendo o atendimento da instituição. A defensoria aposta todas as suas fichas nos deputados.