Publicidade
Sim & Não

Melo: é cedo para declarar voto para prefeito

07/08/2016 às 17:35 - Atualizado em 07/08/2016 às 17:35
Show hfghfghfghfgh

A entrevista do governador José Melo (Pros) ao jornal A Crítica mostra que a única certeza até aqui é que ele fará oposição ao prefeito Artur Neto (PSDB). Quanto ao palanque do opositor que irá subir, o governador afirma que ainda é cedo para decidir. Segundo Melo, a adesão do Pros à coligação do PSD de Omar Aziz não significa que a sigla embarcou na candidatura da chapa de Marcelo Ramos (PR) e Josué Neto (PSD). “A decisão de aliança política é do governador. Vou tomar na hora certa”, disse.

Com a fatura   

Melo afirmou à coluna que hoje vai à Arena da Amazônia assistir aos dois jogos do torneio de futebol das Olimpíadas. Afinal, disse ele, é o governo que está pagando a conta da festa, enquanto “a turma faz oba oba”.

No estaleiro  

O governador está há uma semana tentando se recuperar de um quadro de virose. Mas diz que não ficou alheio às jogadas no campo político nesse período.

Sincero 

Alertado pelos bombeiros de que o palco de sua convenção poderia cair, o vice-governador Henrique Oliveira (SD) avisou: “Gente, peço que deem uns passinhos para trás, se afastem um pouco do palco, porque aqui não tivemos recursos da prefeitura e do governo para reforçar a estrutura não”.

Mudei

O deputado estadual e pré-candidato a prefeito de Manaus, Luiz Castro (Rede), diz que não vai se meter mais tanto quanto fez no passado nas eleições em Envira, apesar de defender a eleição do ex-prefeito Rômulo Mattos (PMDB).

Menos pior

Segundo Castro, apesar de Rômulo ter feito um mandato ruim na última vez que passou pela Prefeitura de Envira, o aliado não pode ser pior do que já foi, nem do que o atual administrador do município, Ivon Rates.

Reencontro 

Ao encontrar o presidente da OAB-AM, Marco Aurélio Choy, na saída da reunião que confirmou a aliança com Artur, o deputado federal Marcos Rotta apontou um dedo para o advogado e soltou uma gargalhada. O motivo é que faz pouco tempo que o escritório de Choy deixou Braga para trabalhar com Artur.

Pausa  

O prefeito Artur Neto (PSDB) passou o fim de semana de repouso. Com quadro agudo de asma, o tucano precisou de um tratamento especial com um otorrino e duas fonoaudiólogas, na sexta-feira, 6, para conseguir falar na convenção do partido.

Com dois  

Marcelo Ramos diz que formalmente tem um candidato a vice, Josué Neto (PSD). Mas, na prática, sua campanha terá dois. Isso porque Wilson Lima (PR) saiu da chapa mais continuará nas ruas ao lado dele, afirmou o pré-candidato.

Vitória

O governo estadual conseguiu na Justiça impedir que os donos de títulos de terras alagadas pela hidrelétrica de Balbina possam receber indenizações da Eletronorte até que se decida a validade dos atos que resultaram na distribuição das áreas.

Indenização

O governo quer o direito de receber as indenizações, que podem render R$ 300 milhões. A PGE sustenta que, antes mesmo do projeto da hidrelétrica, os proprietários jamais deram destinação econômica às terras.

Caduco

A principal condição exigida pelo governo quando distribuiu terras naquela região, era a de que os beneficiários dessem alguma destinação econômica, na década de 1970. Como isso nunca ocorreu, a PGE defende que os títulos caducaram.

Foto: Clóvis Miranda