Publicidade
Sim & Não

Melo pode sofrer mais um revés

26/05/2017 às 21:41 - Atualizado em 26/05/2017 às 21:43
Show melo08888

Cassado do cargo de governador do Amazonas por ordem do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), José Melo (Pros) está diante de outro possível revés, desta vez no Tribunal de Contas do Estado (TCE). Melo terá as contas de 2016 julgadas pelo órgão, no próximo dia 6 de junho, dentro de um clima nada favorável, não apenas por ter perdido o cargo. No TCE/AM, um conselheiro ligado ao senador Eduardo Braga (PMDB) faz forte pressão para que as contas sejam reprovadas.

2ª instância   Mesmo que tenha as contas “aprovadas com ressalvas” no Tribunal de Contas, José Melo também terá que passar pelo crivo da Assembleia Legislativa do Estado (ALE/AM). Até sair do cargo, ele tinha ampla maioria na Casa. Agora, depende.

Volumoso  O processo das contas do governo do Estado referentes ao exercício de 2016 tem mais de três mil páginas, conforme informou o TCE/AM. O relator do caso é o conselheiro Mário Melo.

Candidatíssimo  O ex-governador Amazonino Mendes (PDT) já pode ‘correr para o abraço’ na campanha suplementar para o governo do Estado. A executiva estadual do PDT decidiu ontem, em reunião, que ele tem “plenos poderes” para definir os rumos que a legenda deverá tomar nesta campanha.

Mesa-redonda  Membros da ALE/AM foram presença constante nas reuniões entre o governador David Almeida (PSD) e os prefeitos do interior, nos últimos dois dias. Berlamino Lins (Pros), Sidney Leite (Pros) e até Luiz Castro (Rede) estiveram na sede do governo na última semana.  A série de reuniões com os prefeitos tem o objetivo de discutir medidas para a melhoria das cidades.

Parcerias  David Almeida vem mantendo diálogo com prefeitos de todas as siglas. Bruno Ramalho, prefeito de Carauari e membro do PMDB de Eduardo Braga, foi mais um que saiu da reunião satisfeito com o que ouviu. “Ele (David Almeida) disse que vai fazer muito com pouco. Demonstra boa vontade e eu acredito nele”, declarou o prefeito.

Dança...  A edição do Diário Oficial do Estado (DOE) que circulou ontem trouxe um festival de mudanças em postos chaves da Seduc. Foram dispensados o secretário executivo da pasta, Raimundo Otaíde Ferreira, a secretária adjunta da capital, Izabel Carvalho, e o adjunto pedagógico Luiz Fonseca Filho. 

...das cadeiras  Darcília Dias Penha, Carlos Antônio Magalhães e Marcus Túlio Tomé Catunda, respectivamente, foram os nomes que, na mesma publicação do DOE, substituíram os ‘subs’ exonerados da Seduc.

Mudança  E por falar em substituição, o nome do delegado Mário Aufiero já aparece nas publicações como o novo diretor-presidente do Diário Oficial do Estado. Até David Almeida assumir, o delegado figurou como secretário extraordinário da gestão José Melo. Ele também foi coordenador do Comitê Organizador Local das Olimpíadas 2016. 

Dividido O PSL participa hoje do lançamento da pré-candidatura do presidente da CMM, Wilker Barreto, ao governo, mas avisa que “ainda” vai conversar com o senador Omar Aziz (PSD) sobre o pleito.