Publicidade
Sim & Não

Melo tenta amenizar estragos

25/07/2016 às 21:54 - Atualizado em 26/07/2016 às 11:18
Show 10406784 383144135184911 3941795247073109046 n

O governo do Estado está tentando, desde esta segunda-feira (25), amenizar junto à CBF os estragos que poderão ser causados à imagem de Manaus após a interferência do MP e da Justiça nos valores dos ingressos para o jogo entre Brasil e Colômbia. A pedido do governador José Melo, o secretário de Esportes, Fabrício Lima, esteve reunido com o gerente de Competições da CBF, Manoel Flores, no Rio de Janeiro, buscando convencer a entidade a manter a partida na capital. 

Marcha à ré  

O receio do governo é que a iniciativa do MP em controlar o preço dos ingressos para eventos do tipo acabe por afugentar também empresas interessadas em promover shows em Manaus.

Água fria 

“Vai na contramão de tudo aquilo que estamos pregando”, lamenta o secretário Fabrício Lima. “Se criarmos essas barreiras, a Arena voltará a ser  aquilo que se dizia dela antes - um elefante branco”, comenta ele, lembrando que 7% da renda do jogo entre Brasil e Colômbia irá (ou iria) para o Fundo Estadual do Esporte. 

Sete  

O candidato a prefeito Marcelo Ramos, da Coligação Mudança Para Transformar (PR, PPS, PTdoB, PEN e PTC), já definiu data para lançar o seu programa de Governo: dia 5 de agosto. Será focado em sete áreas prioritárias: Saúde, Educação, Transporte, Mobilidade Urbana, Segurança, Zona Franca e Empreendedorismo.

Alô?  

O comércio de Manaus passará a ter prejuízo se mantiver em seus quadros aquele tipo de funcionário que despreza a clientela por estar entretido com o celular.  Lei aprovada pela Câmara Municipal de Manaus (CMM) proíbe o comportamento e ainda prevê multa. A proposta foi à sanção do prefeito.

Pujança

O Poder Legislativo Estadual divulgou que no primeiro semestre deste ano aprovou 152 propostas e entrou no recesso parlamentar sem pendências. Conforme a Casa, do total de propostas, 123 são Projetos de Lei, sendo 90 deles de autoria dos deputados.

Carentes

"Entre as propostas que já viraram lei, está a que prevê a obrigatoriedade de vagas, nas escolas públicas e privadas, para crianças e adolescentes em que as mães se encontrem em estado de vulnerabilidade social, como violência doméstica ou familiar”, divulgou a ALE/AM.

Verba 1 

O Ministério da Saúde liberou R$ 420 mil para custear a habilitação de novas equipes de Saúde da Família Fluvial em Manaus e nos municípios de Borba e Manicoré, no Amazonas. O dinheiro será dividido com Santarém (PA) e Cruzeiro do Sul (AC). Estão previstos investimentos na ordem de R$ 90 mil para cada região do Amazonas, R$ 70 mil para o Acre e R$ 80 mil para o Pará.

Verba 2  

As equipes vêm para intensificar o trabalho realizado pelas Unidades Básicas de Saúde Fluviais, que hoje já atendem cerca de 40 mil ribeirinhos no Pará, Acre e AM. Aqui, segundo o Ministério da Saúde, os novos recursos serão aplicados na Atenção Básica para fortalecer o cuidado de 5.500 ribeirinhos que vivem em 18 comunidades na capital.

Incômodo 

Vizinhos do CSU do Parque 10 reclamam do som alto durante a madrugada. No local acontece o tradicional festival folclórico do bairro.