Publicidade
Sim & Não

Metralhadora de ex-secretário está armada

09/05/2018 às 21:36
Show seinfra

A Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Estado (ALE/AM) não pode mais fingir que não sabe. O ex-titular da Seinfra, engenheiro Gilberto de Deus, quer ir à Casa contar tudo o que sabe sobre os esquemas estruturados na pasta. A iniciativa foi confirmada por dois deputados, Luiz Castro (Rede) e José Ricardo (PT), e informada formalmente à direção do Poder Legislativo ontem. Resta saber se os demais parlamentares realmente vão ter interesse em ouvir o que Gilberto de Deus tem a dizer.

Oportunidade Da tribuna da ALE/AM, ontem, o deputado Luiz Castro disse que é chegada a hora da Assembleia tirar a sujeira debaixo do tapete. “As denúncias de Gilberto de Deus são gravíssimas. Não é nada pequeno”, comentou. “E nós não temos medo de enfrentar isso”, garantiu Castro. Será?

Britadeira 1 As denúncias feitas por Gilberto de Deus já são investigadas pelo Ministério Público Estadual (MPE/AM). Aliás, na “Operação Concreto Armado”, o MP foi muito além do que o ex-secretário relatou ainda em 2015.

Britadeira 2  Na Operação Concreto Armado, Gilberto de Deus se tornou uma espécie de testemunha. Ele depôs ao Gaeco, mas, de fato, não acrescentou mais do que já tinha dito à imprensa.

Investigação   Denúncia anônima feita ainda no ano passado levou o MPE a abrir um inquérito a fim de apurar a suposta contratação irregular da WS Control para a prestação de serviços de limpeza em hospital estadual. A empresa seria comandada pela ex-primeira-dama Edilene Gomes.

Déjà Vu  O contrato teria sido firmado em junho de 2017, por um período de três meses, e resultou na saída de 36 servidores do SPA José Lins. Eles eram do quadro da Susam e foram substituídos por terceirizados. As mulheres, conforme despacho da  promotora Neyde Trindade, foram  “devolvidas à Susam sem lotação” e os homens “lotados como artífices”.

Tinindo Ainda ontem o Ministério Público abriu um procedimento investigatório para apurar “eventual improbidade administrativa” na contratação da empresa ACM Hi-Tech Comércio de Informática pela Petrobras/AM.

Tinindo 2 Ao preço de meio milhão de reais, a ACM Hi-Tech foi contratada para fornecer lâmpadas de LED para a Petrobras. O MP está desconfiado da capacidade estrutural da empresa para oferecer o serviço. 

Pressa Os candidatos majoritários que vão concorrer ao governo e ao Senado este ano já começaram a negociar a contratação de marqueteiros para as suas campanhas.

Cérebros Um emissário do senador Omar Aziz (PSD) conversa com um profissional de Brasília. A mente criativa para a campanha de David Almeida (PSB) pode vir do Nordeste. Marcos Martinelli seguirá cuidando da imagem do governador Amazonino Mendes (PDT). Eduardo Braga (MDB) corre atrás do seu staff  - também de fora.

Relógio No núcleo duro dos principais pré-candidatos a perspectiva é que em junho os marqueteiros estejam definidos e atuem na pré-campanha. Isso porque as convenções só vão acontecer em agosto e, até lá, o ideal é que a imagem deles esteja fortalecida.