Sábado, 06 de Junho de 2020
Sim & Não

Milícias digitais na Assembleia Legislativa do Amazonas


show_920539D6-666C-4C90-941B-3B882D0F55E7_3B331B3E-9FED-4A68-8797-4044A5DE75D2.jpeg
17/05/2020 às 09:51

No festival de discussões, ofensas, bate-bocas e quebra de decoro que assolou a Assembleia Legislativa do Amazonas, uma denúncia chamou a atenção: a de que existem milícias digitais contratadas com dinheiro público para atacar nas redes sociais os desafetos dos contratantes. 

A denúncia foi feita durante a semana pelas deputadas estaduais Alessandra Campêlo (MDB) e Joana Darc (PL). Ambas alegam estar sendo vítimas da ação dessas mílicas em suas redes sociais. 

Partido    Em sua denúncia, Alessandra Campêlo afirmou que há um grupo coordenado por um partido político e os ataques estariam sendo pagos com dinheiro público. A deputada exibiu o trecho de um áudio onde um participante do grupo sugere o uso de perfis falsos nas redes sociais para atacar os palarmentares. 

Episódio    Já Joana Darc relatou um episódio: na última quarta-feira (13), uma imagem com a foto da deputada, deturpando uma fala da parlamentar durante a sessão de terça-feira (12) e a chamando de "cachorra" circulou no Facebook e foi compartilhada por aliados de políticos de oposição. 

Lista   Entre os alvos das ofensas estão, além de Alessandra Campêlo e Joana Darc, outros 11 parlamentares da atual legislatura: Therezinha Ruiz (PSDB), Belarmino Lins (PP), Roberto Cidade (PV), Augusto Ferraz (DEM), Abdala Fraxe (Podemos), Carlinhos Bessa (PV), Álvaro Campelo (Progressista), Dr. Gomes (PSC), Adjuto Afonso (PDT), Cabo Maciel (PL) e Saullo Vianna (PTB).

Machismo   Ainda da lavra desta semana conturbada no parlamento estadual, outra rusga ocorrida vai gerar uma denúncia da deputada Joana Darc. Após ter sido chamada de “Maria do Bairro” pelo deputado Wilker Barreto (Podemos) e ser acusada de tumultuar e fazer “barraco” durante sessão plenária virtual ela prometeu  denunciar o ato de machismo na Comissão de Ética da ALE-AM, no Ministério Público, Senado e Câmara Federal. 

Cargos   O deputado Serafim Corrêa (PSB) pediu ao Ministério Público do Estado do Amazonas (MP-AM) que retire três projetos de lei complementar, que autorizam a criação de cargos na capital e no interior. As matérias foram encaminhadas na quinta-feira (14), à ALE-AM. Alguns dos salários chegam a custar mais de R$ 30 mil.

Ação   O Governo do Amazonas realiza uma grande ação integrada na próxima quarta-feira (20/05), a partir das 10h, em três bases de acolhimento provisório de pessoas em situação de rua. serão distribuídos 350 kits de proteção individual (máscara) e material de higiene para os acolhidos nos três locais.

Covid no olho   A oftalmologista amazonense Paula Marinho faz parte de uma equipe que descobriu que a Covid-19 pode ocasionar lesões oculares na retina. O estudo foi publicado na renomada revista britânica “The Lancet”, considerada uma das mais importantes em literatura médica do mundo.

Ameaça   A mesma revista médica publicou recentemente um editorial no qual acusa o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) de ser a maior ameaça ao combate da Covid-19 no Brasil. 

Foto: Divulgação


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.