Sexta-feira, 03 de Abril de 2020
Editorial

Momento exige responsabilidade


MIC_2989-1024x683_D36CD09C-53A2-41A2-9211-EC7E2FF4DBA2.jpg
17/03/2020 às 07:20

A crise  causada pelo novo coronavírus no País está apenas no começo e a tendência é que se prolongue por alguns meses ainda. Há muita divergência entre especialistas sobre as medidas a serem tomadas pelos países - fechamento de fronteiras, testes em massa, paralisação geral... - mas todos concordam em pelo menos um ponto: as medidas tomadas logo no início do contágio em cada país são determinantes no tamanho dos estragos que o vírus causa.

A Itália acordou com muito atraso para a gravidade da epidemia, o que acabou contribuindo para o avanço do vírus na Europa. O Brasil não pode cometer o mesmo erro. Os perigos do coronavírus não devem ser minimizados ou menosprezados. Tampouco devem ser usados como elementos de disputa política. Vidas estão em risco no Brasil e não tratar esse assunto com a devida seriedade é um absurdo ato de irresponsabilidade.

O momento precisa ser de união, de ações articuladas em prol da rápida solução da crise por parte de todos: autoridades, governos e de toda a sociedade. Alguns sacrifícios e renúncias terão que ser feitos para frear o contágio em solo brasileiro e amenizar ao máximo os efeitos negativos. A população precisa se conscientizar urgentemente sobre a importância de evitar aglomerações, contatos desnecessários e manter sempre as mãos limpas.

Líderes e personalidades de envergadura nacional têm um papel muito importante nisso, precisam dar o exemplo, estimular o povo a tomar as atitudes certas e contribuir positivamente para que a situação permaneça sob controle. Infelizmente, ainda não é o que acontece. Não é hora para arroubos de vaidade nem para fundamentalismo religioso. O povo brasileiro está sendo posto à prova e a resposta que der à crise será determinante para o Brasil que vai emergir após essa fase.

Poderá seguir o exemplo da Coreia do Sul, que conseguiu passar pelo surto com perdas mínimas, ou poderá ser negligente como a Itália, onde mais de 1,8 mil pessoas já perderam a vida.  A responsabilidade precisa partir de cada um de nós, que além de fazer sua parte, deve exigir que cada autoridade também  faça a sua. Só assim, a dificuldade será superada a contento e o País terá condições de retomar finalmente o caminho do crescimento.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.