Publicidade
Pinga Fogo

MPE questiona Prefeitura de Anamã sobre contratação de empresa de embalagens

08/07/2017 às 15:58 - Atualizado em 08/07/2017 às 16:00
Show n anama am vista parcial fotolegislador.aleam.gov.br

Uma investigação aberta pelo MPE quer saber por quê a Prefeitura de Anamã contratou, por R$ 2,8 milhões, uma empresa de fabricação de embalagens para a coleta de lixo na cidade. O contrato para podagem, cuidados com área de grama e varrição foi feito exatamente num período em que parte do município está inundado.

Representando a Associação Amazonense dos Municipios, o prefeito de Maués, Júnior Leite, participa na próxima semana em Brasília do lançamento do Programa de Regularização Fundiária Urbana do Ministério das Cidades.

Leite espera que o programa possa beneficiar os municípios do AM que sofrem com a maior parte das terras sem regularização fundiária - prejudicando o acesso a financiamentos e linhas de crédito.