Publicidade
Sim & Não

MPF mira o interior do Estado

23/10/2017 às 20:34 - Atualizado em 25/10/2017 às 17:17
Show sim e n o

O uso de recursos do Fundeb para custear o transporte de universitários que residem em cidades da Região Metropolitana de Manaus (RMM) até a capital virou alvo de inquérito do Ministério Público Federal (MPF/AM). A investigação apura o “uso indevido” de veículos escolares e verbas do fundo para o translado de alunos que cursam faculdade em Manaus. Com a ajuda de prefeituras do interior, centenas de universitários se deslocam diariamente até a capital para conseguir obter a formação superior.  

Tucanos Muito embora seja de conhecimento público que a gestão tucana, em Manaus, tenha destinado quase R$ 100 milhões de verba do Fundeb para quitar dívidas com empresas que mantém vínculos com a Semed, o assunto não incomodou o MPF/AM.

Caixa preta Reportagem de A CRÍTICA do dia 11 de outubro revela uma transação contábil suspeita, sobre a qual a Semed não quis dar esclarecimentos, em que a Prefeitura de Manaus usa R$ 98,2 milhões da verba federal para quitar dívidas com fornecedores. Enquanto isso, professores cobram abono. 

Mais interior Na semana passada, o MPF/AM abriu diversos procedimentos para investigar o uso de recursos por prefeituras do interior. Entre elas estão Tabatinga, Tonantins, Tefé. Em Jutaí, por exemplo, o órgão apura “possíveis irregularidades perpetradas pela ex-prefeita do município de jutaí/AM” na construção de duas salas de aula.

Staff O antropólogo Ademir Ramos, professor da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), foi nomeado pelo governador Amazonino Mendes (PDT) para exercer o cargo de Secretário Executivo Extraordinário de Projetos.

Atuação   Ademir  Ramos é ligado a movimentos sociais, fiel defensor de causas indígenas e atua no Projeto Jaraqui, tribuna popular que faz críticas e cobranças a gestões públicas.

Sobrou  Sem conseguir se reeleger para o cargo de vereador, no ano passado, Luís Mitoso (PSD) encontrou um lugar ao sol no governo Amazonino. A partir de agora, a imprensa oficial do Estado, que publica o Diário Oficial do Estado (DOE), é comandada por ele.

Sortudos  A ManausCult vai bancar a presença de dez servidores na 17ª CONESCAP -  Convenção Nacional das Empresas de Serviços Contábeis e de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas – que  será realizado em Manaus. Vai gastar, ao todo, R$ 15 mil com ingressos.  

VIPs   Para qualquer outro mortal, os ingressos para a 17ª CONESCAP custarão R$ 1.500. O congresso será realizado de 15 a 17 de novembro com personalidades jurídicas e empresariais de renome nacional e internacional. Abordará o tema “Superação: construindo soluções de sustentabilidade para o Brasil”. 

A fórceps O 2º tenente da PM José da Silva Ribeiro precisou recorrer ao Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ/AM), por meio de um mandato de segurança, para conseguir conquistar a promoção a que tinha direito.

A fórceps 2   Por unanimidade de votos, o TJ/AM determinou que o governo do Estado alçasse o PM ao posto de 1º tenente da corporação, com efeitos retroativos a 25 de agosto de 2016. A ação foi impetrada no dia 25 de julho, ainda na gestão David Almeida (PSD).