Quinta-feira, 27 de Junho de 2019
Sim & Não

Não assinou, mas pode vir a assinar


wilson_CAD9DE5A-9BB7-45DF-9E37-94BC3809B59A.jpg
22/05/2019 às 07:12

Uma confusão com as siglas dos Estados levou o site de um jornal de circulação nacional a incluir o Amazonas como signatário da carta divulgada ontem pedindo a revogação do decreto das armas do presidente Jair Bolsonaro (PSL). A carta foi assinada por 14 dos 27 governadores do País. O AM incluído na notícia veiculada no site, na verdade se referia ao Estado do Amapá. O governador Wilson Lima (PSC) ainda está analisando o teor da carta para decidir se assina ou não o documento.

Padrão A Comissão de Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Amazonas (CDC/Aleam) vai apresentar hoje, no plenário Ruy Araújo uma cartilha, em formato de “livro de bolso” trazendo um resumo de todas as leis em defesa do consumidor. A publicação tem o mesmo padrão do similar lançado recentemente pela vereadora Mirtes Salles (PR) na Câmara Municipal de Manaus.

Terceiro Setor A Comissão de Direito do Terceiro Setor da Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Amazonas (OAB-AM) promove na sexta-feira, 24, a Aula Magna “Terceiro Setor: Aplicação e Oportunidades”, com o expert Takashi Yamauchi, referência mundial no tema.

Ferramenta Para Yamauchi, o Terceiro Setor é uma ferramenta subutilizada no Brasil. “Aqui, movimenta apenas 4% do PIB. Nos EUA, chega a movimentar 35% e na Alemanha, 39%”, compara, reforçando a necessidade de formar profissionais das mais diversas áreas para trabalhar com o Terceiro Setor no País.

Para todos O presidente da Comissão de Direito do Terceiro Setor, Alex Mendes dos Santos, esclarece que a aula é pública e de interesse comum a profissionais de diversas áreas, não apenas advogados. “Tem havido um despertar nacional da OAB para a necessidade de qualificar profissionais de todas as áreas para o Terceiro Setor. Por isso a comissão é mista e reúne engenheiros, médicos, arquitetos, contadores e economistas”, afirma.

Milk shake voador No Reino Unido, virou moda manifestantes anti-Brexit jogarem milk shake em políticos que apoiam a saída do país da União Europeia. Tem sido tão frequente que a polícia já chegou a pedir para redes de fast-food pararem de vender milk shakes temporariamente durante pronunciamento de alguns políticos em público. Se a moda pega por aqui, hein... Haja milk shake!

Excelência Se depender de quem utiliza seus serviços, a Fundação Hospitalar de Hematologia e Hemoterapia do Estado do Amazonas (Hemoam) tem muito a comemorar. Pesquisa de satisfação realizada entre pacientes e doadores de sangue ao longo do primeiro quadrimestre de 2019 revelou um índice de satisfação de 98,6% entre os usuários. O “Vampirão”, responsável pela coleta externa de sangue, obteve aprovação de 100% na pesquisa.

Nas ondas do rádio A exemplo do que já ocorre com a Marinha, o Exército também vai ter sua emissora de rádio FM, que deve começar a funcionar no início do segundo semestre, entre julho e agosto. Com potência de dez quilowatts, vai abranger Manaus e região metropolitana e a rádio vai ter o papel informativo da ação do Exército na Amazônia, mas também um caráter cultural e artístico.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.