Publicidade
Sim & Não

'Não vamos ficar reféns na Assembleia', diz governista

30/04/2018 às 21:18 - Atualizado em 30/04/2018 às 22:59
Show amazonino mendes 1

A gestão Amazonino Mendes (PDT) bateu o martelo: não vai mais esticar a corda com a oposição dentro da Assembleia Legislativa do Estado (ALE/AM), nem se desgastará para inflar a base aliada na Casa a qualquer custo. Mas vai levar ao âmbito do Poder Judiciário todo ato que considerar ilegal. “Vamos trabalhar para construir, pontualmente, votação a votação, matéria a matéria. Se aprovar, bem, se não...Não vamos ficar reféns”, afirmou o governista Vicente Lopes (PV).

Reação Antes à nova filosofia de trabalho, o governo decidiu contestar no Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ/AM) um artigo da PEC  aprovada pela ALE/AM que promove automaticamente oficiais da Polícia Militar.

Emenda-jabuti Ao aprovar a PEC, fruto de uma Mensagem Governamental que incluía  tenentes-coronéis na Lei das Promoções do Servidor Militar,  a Assembleia inseriu no texto uma emenda para retroagir o benefício ao ano de 2014, de modo a alcançar oficiais já aposentados. Esse item será alvo de uma ADIN.

Fiscal O governador Amazonino Mendes visitou, no último fim de semana, o município de Codajás, e visitou obras do sistema viário da cidade, bancadas pelo Executivo Estadual.

Animação Um parlamentar que acompanhou a viagem afirmou que Amazonino foi “muito bem recebido” pela população e, animado, participou da Festa do Açaí  na noite de sábado (28). O aliado sustentou, entretanto, que o cenário no município  “ainda é de pós-guerra”, tamanha a quantidade de buracos nas ruas.   

Timing A ida de Amazonino a Codajás ocorreu 48h depois que o presidente da ALE/AM, deputado estadual David Almeida (PSB), foi agraciado pela Câmara Municipal da cidade com o Título de Cidadão do município.

Staff A vinda do ministro da Educação Rossieli Soares a Manaus, para inaugurar a Clínica-Escola do Curso Superior de Medicina Veterinária do Ifam, reuniu ontem parte da bancada do Amazonas.

Devoção Chamou atenção a reverência de Rossieli ao senador Omar Aziz (PSD). O ministro aguardou por quase 20 minutos o parlamentar terminar uma entrevista para poder entrar no Ifam com os convidados. Rossieli foi secretário de Educação no governo de Omar.

Gratidão 1 No  evento, Rossieli prestigiou o deputado federal Pauderney Avelino (DEM), a quem atribuiu sua ascensão ao cargo. “Se hoje o Amazonas tem um ministro da Educação deve isso ao deputado Pauderney Avelino”, disse. “Do senador (Omar) também recebi muito apoio”, lembrou.

Gratidão 2 Além de Pauderney e Omar, Rossieli também disse ser grato ao deputado federal Gedeão Amorim (MDB), que foi secretário de Educação. Eles chegaram a trabalhar juntos. “Não poderia deixar de citar o professor Gedeão, que foi muito importante na formação do meu conhecimento em gestão e com quem aprendi muito”, disse.

Memória Durante o evento,  Omar Aziz fez um discurso com cara de pré-campanha, lembrando seus principais feitos na Educação durante sua passagem pelo governo.