Publicidade
Sim & Não

Nomeação é passível de análise do MP

23/05/2017 às 21:36 - Atualizado em 23/05/2017 às 21:39
Show sim e n o05555

A nomeação da primeira-dama Elisabeth Valeiko para o cargo de presidente do Fundo Social de Solidariedade (FSS) pode render uma dor de cabeça ao prefeito Artur Neto (PSDB). O ato se dá exatamente no momento em que o STF passou a mudar, em algumas decisões, o entendimento sobre as “nomeações políticas”, por gestores, de cônjuges ou parentes. Se o Ministério Público do Estado (MPE) enxergar nepotismo na nomeação, assim como ocorreu em várias cidades, Artur terá que se justificar na justiça. 

Controvérsia   Recentemente, o ministro do Supremo Marco Aurélio Mello mandou o prefeito do Rio, Marcelo Crivella, anular a nomeação do filho Marcelo Hodge para a Casa Civil, por prática de nepotismo. Mas no Pará, em um caso semelhante, o ministro Dias Toffoli entendeu que a filha do governador pode ser secretária.

Novos tempos  No Brasil inteiro, os casos de nomeações de esposas por prefeitos municipais vem rendendo processos judiciais. Por esse motivo, o Tribunal de Justiça do Mato Grosso do Sul (TJ/MS) transformou em réu o prefeito de Caracol. No interior do Maranhão, a esposa de outro prefeito foi retirada do cargo de secretária, no dia 9 de maio deste ano, por ordem judicial.

Talvez...  O ex-governador Amazonino Mendes (PDT) está de volta a Manaus. Depois de uma temporada em São Paulo, para tratamento de saúde, Amazonino segue avaliando a possível candidatura ao governo do Estado. Até agora, o político não confirma que sairá em campanha, mas também não nega.

Chapa  Se decidir que vai enfrentar o senador Eduardo Braga (PMDB) nas urnas, será a segunda vez, em 11 anos, que os dois políticos se enfrentam em campanha. A primeira foi em 2006, quando Amazonino perdeu. Aliados próximos do ex-governador avaliam que se for candidato, a viúva do ex-senador Jefferson Péres, a juíza aposentada  Marlídice Peres, seria ótima como vice.

Nada aconteceu  Tentando se mostrar alheio às novas acusações de recebimento de propina, feitas desta vez pela JBS e que atingem o montante de R$ 6 milhões, Eduardo Braga toca o plano de voltar ao governo do Estado a todo custo. Visitou municípios do interior no último fim de semana e disse que está procurando soluções “para tirar o Amazonas da UTI”.

Cuidado!  Assessores de imprensa do governo do Estado foram reunidos ontem para receber orientação jurídica a fim de terem cautela com o envio e publicação de textos  que tratem das ações governamentais. A ordem é nada escrever sobre as ações do governo do Estado se isso representar riscos com a justiça eleitoral.

Coach  Ulisses Tapajós se despediu  da gestão de Artur Neto, ontem, mas  deixou em cargos importantes da Prefeitura de Manaus duas crias suas. Lourival Praia, que assumiu o seu posto na Semef, e Marcelo Magaldi (ex-ManausPrev) que passou a comandar a Semsa, foram preparados por Ulisses Tapajós para as novas funções. 

Demanda  O titular da Susam, Vander Alves, estará em Brasília, hoje,s onde participa, pela primeira vez, de uma assembleia do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass). Ele diz que vai somar argumentos ao pleito dos demais estados:  aumento do recursos federais para a média e alta complexidade. Essa é a 7ª reunião do Conass.