Publicidade
Sim & Não

Novo presidente da Câmara Municipal de Manaus quer provar que é ‘pé quente’

05/01/2019 às 11:38
Show show fa963636 3cfa 44b1 a6c3 14d1f0d1a3e6 286575b4 81de 4126 bd2a 47272435068f

O novo presidente da Câmara Municipal de Manaus, Joelson Silva, lançou-se a dois desafios este ano. Para o primeiro - mostrar que é competente como gestor - precisará de esforço próprio e dedicação. Para o segundo, contará com a sorte e, literalmente, com a torcida do Flamengo. Torcedor rubro-negro, ele mandou instalar um escudo do time no gabinete da Presidência e garante que a equipe será campeã em 2019. Na gestão do vascaíno Wilker Barreto e do botafoguense Bosco Saraiva, ambos deram azar.

Queda

Em 2014, o então presidente da Câmara Municipal de Manaus, Bosco Saraiva, mandou instalar um escudo do Botafogo em seu gabinete. O time  caiu para a segunda divisão  no mesmo ano.

Choro

Em 2015, Wilker Barreto assumiu o comando da CMM e, entre as primeiras medidas, trocou o escudo do Botafogo pelo do Vasco. Ao final daquele ano, os vascaínos choraram a queda da equipe para a segunda divisão.

Figuinha

Dizendo-se “abençoado”, Joelson Silva afirma que o histórico de azar que paira sobre o gabinete da Presidência da CMM cairá por terra este ano. “O Flamengo vai ser campeão brasileiro”, confia.

Strategy

Novo xerife do PSL no Amazonas, o delegado federal e deputado federal eleito, Pablo Oliva, disse que a troca do comando no partido foi uma decisão da Executiva Nacional em vários Estados do País e privilegia aqueles que conquistaram um mandato eletivo. “Não é nada pessoal nem uma decisão isolada”, afirmou.

Expansão

Oliva ainda informou ao SIM&NÃO que a mudança tem como propósito arregimentar filiados e adeptos. “Só mudar o presidente não basta. Tem que renovar a política, especialmente no interior do Estado”, afirmou.

Meta

O coronel Ubirajara Rosses, que comandava o PSL/AM até então, sustentou que deixa a liderança da legenda com a certeza de que superou a meta estabelecida por Jair Bolsonaro, que  incluía eleger dois deputados, um estadual (Péricles) e outro federal (Pablo). O partido ainda fez um suplente, Fábio Huss.

Resultado

“Mas para deixar a sigla apta para essa missão tiramos o partido do ‘buraco’, cheio de dívidas, restrições e, inclusive inapto para as eleições”, afirmou Rosses. Ele segue  para um período de férias e vai aguardar a próxima “missão” do Planalto. No PSL do Estado, Rosses sequer foi escalado para compor a executiva estadual.

Vitrine 1

A agenda da primeira semana de trabalho do governador Wilson Lima (PSC) deixou evidente, ontem, que o setor de Saúde e o vice, Carlos Almeida,  titular da Susam, estarão na vitrine da gestão.

Vitrine 2

Após a posse dos secretários, o primeiro ato de Wilson no governo foi justamente visitar um hospital (Francisca Mendes), ao lado de Carlos Almeida, ocasião em que disparou críticas sobre o desabastecimento do complexo hospitalar. Ao dizer que ainda há procedimentos na Susam “feitos em máquina de datilografar”, ele apontou que a pasta será modernizada.

Risos

Do deputado Josué Neto (PSD), sobre a proposta do colega e rival na disputa pelo comando da ALE, Belarmino Lins (PP), de que seja candidato a vice na chapa de Belão: “É uma proposta engraçada”.