Publicidade
Editorial

O jogo em torno da tarifa de ônibus

15/02/2017 às 22:16
Show  nibvus 03333

O embate governamental e político em torno do valor da tarifa de ônibus em Manaus mostra o quanto a politização de determinadas áreas pode gerar graves prejuízos à sociedade. Não é desconhecido o fato de a definição do preço da passagem de ônibus embalar costuras eleitorais. É prática antiga no País.  No Amazonas, a capital do Estado tem sido palco desses acordos ampliados em anos eleitorais envolvendo governos do Estado e do Município de Manaus, empresários e trabalhadores do setor.

A ruptura de determinados laços de apoio político-partidário como acontece atualmente impacta diretamente o gerenciamento da política de transporte público. O vai-e-vem em um dos itens desse setor, o do preço da passagem, deixa os usuários do serviço em clima de instabilidade com ameaça permanente sobre as cabeças e bolsos dos passageiros e, por consequência, de toda a família. É lamentável quer assuntos essenciais para a vida da sociedade passem a ser definidos pelo foco político-partidário e eleitoreiro.


O transporte público tem peso enorme no orçamento das famílias. Garantir diariamente o ir e vir, numa cidade onde as distâncias estão maiores e as formas de acesso aos lugares são limitadas, difíceis, é uma das lutas de milhares de pessoas. O reajuste do preço da tarifa interfere diretamente nesse orçamento e na rotina familiar. Cabe ao governo em diálogo com as partes envolvidas estabelecer procedimentos que retirem do passageiro mais esse fardo psicológico e permita a ele planejar os gastos com transporte coletivo. Não se trata sequer de assegurar qualidade o que implica ter ônibus em boas condições de operacionalização, cumprir horários e humanizar a lotação dos carros.

Está em disputa qual o valor correto da passagem de ônibus e como os passageiros podem ter acesso às informações para saber desses valores. Até agora, os números que implicam na tomada de decisão para manter ou aumentar o preço da passagem de ônibus são mantidos em sigilo o que favorece os acordos ou desacordos dos grupos políticos para combinar o preço da tarifa, isenção ou não de determinado imposto. As pessoas que todos os dias necessitam do transporte público têm o direito assegurado de ser tratadas com respeito pelo poder público e de dispor de informações mais transparentes quanto à composição do preço da tarifa.