Terça-feira, 18 de Junho de 2019
Editorial

O sistema deve funcionar bem


_nibus_7F1B8C72-EE14-418F-B2BE-1316CA04D3D6.jpg
06/06/2019 às 08:09

Vereadores de Manaus adotaram uma posição no mínimo estranha no tratamento de questões relativas ao transporte coletivo. Pela função que têm e o compromisso constitucional assumido ao tomarem posse, os parlamentares deveriam estudar as condições efetivas do serviço oferecido pelo setor, ouvir empresários, trabalhadores e usuários. Estes últimos, todos os dias, gritam e apelam para as autoridades competentes investigarem o problema e atuarem na busca da melhoria das condições dessa modalidade de transporte.

O serviço de transporte público é um dos mais sensíveis na maioria das cidades do mundo. Está vinculado aos indicadores que mensuram a qualidade vida no meio urbano. Um sistema de transporte público precário expôs as dificuldades as quais o usuário é submetido e como esse tipo de ineficiência gera prejuízos, estresse e sofrimento a quem dele necessita.

Os vereadores têm muito a estudar nessa matéria e sair da condição, reducionista, de defender e atacar. A briga é muito mais ampla e envolve conhecer os percursos do transporte coletivo de uma cidade, no caso da cidade Manaus; os tipos de acordos feitos entre poderes e sindicatos; os valores pagos pelos usuários e os dilemas diariamente enfrentados por eles. Ainda e infelizmente é possível ver, todos os dias, ônibus lotados, pessoas amontoadas nos pequenos espaços numa briga ferrenha para ir e vir. É possível ver os veículos com muita frequência em pane nas ruas da cidade e passageiros à espera de resgate para completar a viagem.

Melhorar a qualidade do transporte coletivo significa melhorar um dos serviços fundamentais a milhares de pessoas, dar dignidade a esse serviço e aqueles que dele necessitam. Muitas pessoas poderão fazer do transporte coletivo o meio preferencial de se locomover, desde que possam contar com esse transporte. A maioria que o utiliza o faz por necessidade, sem o ônibus não poderia alcançar as distâncias, se locomover entre os lugares. O sistema de transporte público se está sendo atacado é porque acumulada problemas e frustra as expectativas de quem recorre a ele. Se estivesse funcionando bem não estaria sendo criticado. Entre os interesses em disputa nesse setor, é bom não ignorar que os usuários são a parte mais frágil e as que mais sofrem pela precariedade vigente nele.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.